Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

12 destinos para quem ama cultura

Feche os livros de história e compre já sua passagem para conhecer um destes lugares cheios de cultura, arte e história para contar

Pode parecer clichê e talvez até seja. Mas é fato. Não existe melhor maneira de conhecer a cultura e a história de um lugar do que viajar, conhecer de perto e “viver” um país ou uma região.

Não sei se por culpa dos meus professores (se algum deles estiver lendo, já peço desculpas ) ou por qualquer outro motivo, nunca me interessei muito pelas aulas de história. Tudo sempre me pareceu muito distante da minha realidade e confesso, aos 13, 14 anos, não imaginava que fosse rodar o mundo anos depois.

Mas, com o passar do tempo e com mais e mais viagens nas costas, as coisas começaram a fazer mais sentido para mim. E finalmente entendi que só conhecendo a história e a cultura de um povo a gente consegue entender um lugar de verdade.

Viajar para curtir un dias na praia é ótimo, para fazer compras, idem. Mas nada mais enriquecedor do que uma viagem cultural, que estimule seus sentidos e seu cérebro.

Mas engana-se quem pensa que viagem cultural é sinônimo de uma maratona de museus. Claro que eles fazem parte, mas para se encantar com a cultura de um povo há tantas outras maneiras…  através da arquitetura, da literatura, da arte, da música. A lista é enorme.

Se você está atrás de inspiração para seu próximo destino, aqui vai uma lista com 12 cidades com os mais variados tipos de cultura para se deliciar.

Qual a sua favorita?

1. Florença

Itália

Nenhuma lista de destinos culturais pode começar sem Florença! Berço do Renascimento, de Dante e da família Medici, que apoiou, entre outros, Michelangelo, Leonardo da Vinci e Botticelli, é uma obra de arte por si só. Mistura como poucas o velho e o novo e suas atrações vão desde a estátua de Davi ao Museu Gucci. Isso sem falar nos museus Bargello, Bardini e na Galeria Uffizi. A arquitetura da cidade também é marcante e entre as principais obras a se apreciar estão o Campanário de Giotto e o Duomo de Brunelleschi. Mas para viver a cultura italiana não deixe de se deliciar com as pizzas, os vinhos e os gelati. Imperdível.

2. Paris

França

Outra que é hors-concours quando o assunto é história e cultura. Basta citar alguns de seus habitantes famosos, como Baudelaire, Flaubert, Proust, Voltaire, Hugo e Balzac para dar uma dimensão do caldeirão cultural que a cidade foi e continua sendo. São mais de 150 museus, desde os mais badalados, como o Louvre e o D’Orsai aos um pouco menos, como L’Orangerie ou Carnavalet. Vale ainda citar a Opera Garnier, os teatros, os cabarets, os clubes de jazz, os cafés, os bistrôs e as boutiques famosas. Ah, Paris!

3. Kyoto

Japão

Nunca tive um choque cultural tão grande (no bom sentido!!) como quando fui ao Japão pela primeira vez. As cidades japonesas são todas muito autênticas, mas Kyoto é especial. Capital imperial do país por mil anos, é repleta de museus e atrações culturais. Um quinto dos tesouros nacionais estão em seus domínios. A principal atração cultural da cidade ;e o Museu Histórico da Antiga Kyoto, que inclui 17 estruturas históricas, como templos, palácios e castelos. São mais de 1600 templos budistas, 400 santuários xintoístas, isso sem falar do Museu do Sakê, do Museu Internacional do Mangá e das tradicionais cerimônias do chá. Para ficar em Kyoto em estilo, opte por um ryokan.

4. Washington DC

EUA

Sei que fiz recentemente um post só sobre a cidade (que se você não leu pode clicar aqui), mas não podia deixar de fora um lugar que tem um museu dedicado a praticamente tudo o que você pode imaginar. Ciências, arte, história afro-americana, mídia, espaço… Para mergulhar de cabeça na história americana nada melhor que uns dias por DC e seus arredores. Vale visitar os memoriais dedicados aos ex-presidentes, os das guerras. o cemitério de Arlington, a Catedral Nacional. Sede de embaixadas do mundo inteiro, DC é um grande caldeirão de culturas e credos. Em poucos lugares é possível aprender tanto fazendo turismo.

5. Cidade do México

México

Museus incríveis, arte nas ruas, obras arquitetônicas, história milenar e comida maravilhosa. Sim, o México tem de tudo um pouco. A capital do país é um destino imperdível para quem quer conhecer a cultura mexicana e da América Latina. Seja visitando museus como o Palácio de Belas Artes, o Museu de Antropologia, o Museu do Chocolate, da Revolução e o Frida Kahlo ou fazendo uma excursão às pirâmides de Teotihuacan. Para quem gosta de música e dança, uma apresentação dos mariachis é obrigatória, assim como uma apresentação de dança (melhor se for do Ballet Folklórico). E por que não uma parada na Arena Mexico para assistir à lucha libre?

6. Londres

Inglaterra

Assim como Paris, Londres também não pode ficar fora do roteiro de quem ama cultura. É impressionante como sempre há algo que agrade a qualquer um na cidade. Seja artistas de rua ou peças de teatro famosas no West End, um concerto na London Symphony Orchestra ou uma visita a um de seus maravilhosos museus (National Galley, British, Tate e Saatchi Gallery, para mencionar apenas alguns). Terra de Shakespeare, Orwell e Dickens e berço do rock, Londres é sempre efervescente. 

7. Varanasi

Índia

Nem todo mundo deve ter ouvido falar desta cidade no norte da Índia, considerada nada menos que a capital espiritual do país e um local simbólico para hindus e budistas. Hoje local de peregrinação, Varanasi data de  1.100 a.C. e abrigou inúmeros filósofos, poetas e artistas indianos. A cidade também é conhecida pela produção de tapetes luxuosos, trabalhos em marfim, perfumes e sedas bordadas com ouro e prata.

8. Viena

Áustria

A música não seria o que é hoje não fosse por Viena… nomes como Mozart, Beethoven, Brahms e Mahler viveram e se inspiraram na capital austríaca, além dos locais Schubert e Strauss. Cidade de Freud e berço da psicanálise, Viena hoje abriga mais de cem museus, como o Belvedere, o Leopold e o Museum Moderner Kunst. Mas é mesmo a música que embala a vida cultural desta cidade às margens do Danúbio. Há concertos por toda parte: no metrô, nos parques, nas casas de espetáculos. 

9. Xangai

China

Sim, pode ser surpresa para alguns, mas você sabia que Xangai tem mais museus nacionais do que qualquer outra cidade do mundo? São nada menos que 27 espalhados pela cidade. Uma caminhada curta na tradicional região do Bund é suficiente para você admirar o contraste entre a China de hoje, moderna e cheia de arrancha-céus, e a do passado, com suas ruelas imundas e cheias de gente. Entre os melhores museus estão o China Art Museum e o Shanghai Museum. Mas a cidade oferece muito mais que isso, como por exemplo os jardins de Yuyuan.

10. Jerusalem

Israel

Uma das cidades mais antigas do mundo e de vital importância para o Judaísmo, o Islamismo e o Cristianismo, Jerusalem abriga, como não poderia ser diferente, alguns dos lugares sagrados mais importantes do mundo. O Muro das Lamentações, a Igreja do Santo Sepulcro e a Cúpula da Rocha, entre outros. Mas a vida cultural da cidade é muito mais que religião. O Museu Rockefeller abriga uma coleção arqueológica impressionante, o Museu Israel tem uma excelente coleção de arte local e européia e o Yad Vashem Holocaust Memorial Museum tem a maior biblioteca sobre o Holocaustro do mundo, com mais de 100 mil livros e matérias sobre o tema. 

11. Roma

Itália

Desde os primórdios Roma foi um centro global de civilização e cultura. Dentre suas principais atrações estão nada menos que o Coliseu, o Fórum Romano e o Vaticano, que por si só já é uma obra de arte fora todas que abriga na Capela Sistina especialmente. Fontana di Trevi, Escadaria Espanhola, Panteon, Galleria Borghese, Castelo de Santo Ângelo… a lista é gigantesca, assim como a importância cultural da cidade.

12. Nova York

EUA

Esta lista não estaria completa sem a capital do mundo, certo? Cidade que nunca dorme, Nova York é talvez a mais efervescente culturalmente do mundo. Sempre há algo de novo para ser visto, alguma exposição para ver, uma performance inovadora, um show imperdível, uma peça revolucionária… Pense na Broadways e seus musicais. O Lincoln Center for Performing Arts. Os museus, Met, MoMA, Guggenheim. As galerias de arte. Os artistas de rua… O caos nova-iorquino sempre tem alguma coisa que agrada a qualquer gosto e qualquer bolso. É tanta coisa para ver e fazer que cansa até quem mora lá!

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s