Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Meus Livros Por Blog Um presente para quem ama os livros, e não sai da internet.

Flip apresenta programação da edição de 2019

Evento reúne 33 escritores de dez nacionalidades entre 10 e 14 de julho

Por Estadão Conteúdo - 15 maio 2019, 15h45

A Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) anunciou na manhã desta quarta-feira, 15, em São Paulo, a programação de sua 17ª edição. A Flip 2019 será realizada entre os dias 10 e 14 de julho com a presença de 33 escritores de dez nacionalidades e terá este ano Euclides da Cunha como autor homenageado.

Serão, ao todo, 21 mesas que terão uma dinâmica um pouco diferente nesta edição. Algumas delas terão 1h15 de duração, como nos outros anos, e outras vão durar menos: 45 minutos (e poderão ser no formato conferência, performance ou entrevista). A curadoria do evento deste ano é da jornalista Fernanda Diamant.

Walnice Nogueira Galvão, especialista na obra de Euclides da Cunha, faz a conferência de abertura da Flip 2019, que ganhou o título de Canudos. O título das mesas faz referência ao livro Os Sertões e seus cenários.

Entre os convidados estão o cineasta português Miguel Gomes, que prepara o filme Selvajaria, uma adaptação de Os Sertões; a escritora e cordelista Jarid Arraes; o historiador José Murilo de Carvalho; o dramaturgo Zé Celso Martinez Corrêa; a cantora Adriana Calcanhotto e o quadrinista Marcelo D’Salete, entre outros.

Continua após a publicidade

Confira a programação completa:

10 de julho

19 às 20h: Sessão de abertura – Canudos, com Walnice Nogueira Galvão (Auditório da Matriz)

 

Continua após a publicidade

11 de julho

10h30 às 11h15: Mesa 2 – Bendegó, com Aparecida Vilaça (Auditório da Matriz)

Continua após a publicidade

12 às 13h15: Mesa 3 – Uauá, com Adriana Calcanhotto, Guilherme Wisnik e Nuno Grande (Auditório da Praça)

15h30 às 16h15: Mesa 4 – Sincorá, com José Miguel Wisnik (Auditório da Matriz)

17 às 18h15: Mesa 5 – Bom Conselho, com Kristen Roupenian e Sheila Heti (Auditório da Matriz)

19 às 19h45: Mesa 6 – Serra Grande, com Maureen Bisilliat (Auditório da Matriz)

Continua após a publicidade

20h30 às 21h45: Mesa 7 – Quirinquinquá, com Kalaf Epalanga e Gaël Faye (Auditório da Matriz)

12 de julho

10 às 11h15: Mesa 8 – Zé Kleber/Cumbe, com Marcelo D’Salete e Marcela Cananéa (Auditório da Matriz)

12 às 13h15: Mesa 9 – Angico, com Ayelet Gundar-Goshen e Ayòbámi Adébáyò (Auditório da Matriz)

15h30 às 16h15: Mesa 10 – Tróia de Taipa, com José Murilo de Carvalho (Auditório da Matriz)

Continua após a publicidade

17 às 18h15: Mesa 11 – Jeremoabo, com Karina Sainz Borgo e Miguel Del Castillo (Auditório da Matriz)

19 às 19h45: Mesa 12 – Mata da Corda, com Grada Kilomba (Auditório da Matriz)

20h30 às 21h45: Mesa 13 – Vaza-Barris [O Irapiranga dos Tapuias], com Ailton Krenak e José Celso Martinez Corrêa (Auditório da Praça)

 

Continua após a publicidade

13 de julho

10 às 11h15: Mesa 14 – Cansanção, com Marilene Felinto (Auditório da Matriz)

12 às 13h15: Mesa 15 – Monte Santo, com Miguel Gomes e Ismail Xavier (Auditório da Matriz)

15h30 às 16h15: Mesa 16 – Poço de Cima, com Grace Passô (Auditório da Matriz)

17 às 18h15: Mesa 17 – Vila Nova da Rainha, com Jarid Arraes e Carmen Maria Machado (Auditório da Matriz)

Continua após a publicidade

19 às 19h45: Mesa 18 – Massacará, com Stuart Firestein (Auditório da Matriz)

20h30 às 21h45: Mesa 19 – Cocorobó, com Cristina Serra e David Wallace-Wells (Auditório da Matriz)

 

Continua após a publicidade

14 de julho

10h30 às 11h45: Mesa 20 – Santo Antônio da Glória, com Braulio Tavares e Mariana Enriquez (Auditório da Matriz)

Continua após a publicidade

12h30 às 13h15: Mesa 21 – Livro de cabeceira, com Amyr Klink (Auditório da Matriz)

Publicidade