Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Meus Livros Por Blog Um presente para quem ama os livros, e não sai da internet.

Editora brasileira desiste de publicar ‘Minha Luta’, de Hitler

Por Meire Kusumoto - Atualizado em 9 fev 2017, 14h32 - Publicado em 14 jan 2016, 21h37
'Mein Kampf', escrito por Hitler, na vitrine de uma livraria em Munique, na Alemanha (Crédito: Reuters/Michael Dalder)

‘Mein Kampf’, escrito por Hitler, na vitrine de uma livraria em Munique, na Alemanha (Crédito: Reuters/Michael Dalder)

A editora paulista Edipro desistiu de lançar uma edição de Minha Luta, publicado originalmente por Adolf Hitler em 1925 na Alemanha. O livro, que caiu em domínio público em 1º de janeiro de 2016, ano em que a morte do ditador nazista completa 70 anos, teria tradução de Julio de Matos Ibiapina (1890 – 1947) e seria disponibilizado no mercado brasileiro sem comentários ou notas explicativas.

Leia também:
Livro de Hitler será publicado pela 1ª vez na Alemanha desde a guerra

A desistência foi divulgada no site PublishNews, especializado no mercado editorial. Segundo a nota, a editora foi “bombardeada” por questionamentos de seus leitores pela decisão de publicar o livro sem comentários e em uma tradução antiga, feita por Ibiapina nos anos 1930. “A obra poderia ser mal entendida pelo público leitor, tendo consequências maléficas a todos aqueles que tiveram seus direitos humanos desqualificados ou vilipendiados, além de poder reacender sentimentos de ódio ou discórdia”, diz o texto.

“Acreditamos que com a liberação ao domínio público surgirão vários trabalhos a respeito deste livro, que certamente irão melhor esclarecer sobre o mesmo e suas consequências no momento histórico mundial que ele foi escrito. A Edipro continuará com sua missão de trazer um conteúdo relevante e informativo ao seu leitor”, termina a nota.

Continua após a publicidade

No Brasil, o livro já foi publicado pela Editora Centauro e ganhará também uma versão crítica pela Geração Editorial, com notas e apêndices. Minha Luta é dividido em duas partes, uma autobiografia de Hitler e outra que explica as ideologias do nazismo.

Publicidade