Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Temer queima uma ponte com Bolsonaro

A maneira como o ex-presidente expôs os bastidores das conversas com o presidente deixará desconfianças

Por Matheus Leitão 15 set 2021, 08h03

Quem conhece o presidente Jair Bolsonaro e seus filhos acredita que dificilmente o ex-presidente Michel Temer será o pacificador da próxima crise internacional, algo corriqueiro no atual governo.

Desde o primeiro momento, Temer aproveitou o episódio para o seu projeto de promoção e isso já disseminou desconfiança no clã presidencial. Lá, como se sabe, a paranoia é elemento frequente em todas as análises.

Temer estava com o projeto de se abrir mais para a mídia, e construir uma volta à política. A ida a Brasilia no auge da crise política da semana passada e a solução epistolar encontrada por ele o levou a ser aplaudido em restaurante em São Paulo e dar várias entrevistas.

Além disso, como mostrou a coluna, resolveu aproveitar os 15 minutos de fama para soltar teasers e se apresentar como mais um postulante da tão falada terceira da via.

Outro problema é o vazamento das imagens de um jantar em que o filho do empresário Paulo Marinho imita Jair Bolsonaro. Marinho é o autor da denúncia de que Flávio Bolsonaro teria recebido informações privilegiadas da Operação Furna da Onça. 

O fato é que Michel Temer, que quando buscava a presidência lançou o projeto “Ponte para o futuro”, pode ter agora queimado as pontes com Bolsonaro.

Continua após a publicidade
Publicidade