Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Salomão será relator do caso que analisa veto ao evento de Caetano 

Ministro do TSE foi sorteado na ação que trata da proibição do show virtual do cantor para arrecadar fundos para a campanha de Manuela D’Ávila 

Por Matheus Leitão 29 out 2020, 07h56

O ministro Luis Felipe Salomão, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), será o relator do caso que analisa a proibição do evento virtual do cantor Caetano Veloso para arrecadar recursos para a campanha de Manuel D’Ávila (Pc do B), candidata à prefeitura de Porto Alegre (RS). 

Escolhido por meio de sorteio, Salomão deverá analisar se concorda com a realização do show online de Caetano, marcado inicialmente para o dia 7 de novembro, mas que acabou suspenso pela Justiça. 

Na última semana, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul vetou a apresentação do cantor, por 4 votos a 3, por compreender que ela equivale a um showmício, o que é proibido pelas regras eleitorais. 

Como opinou a coluna, está errada a decisão de impedir o evento. Trata-se de um ato de arrecadação de campanha, como almoços e jantares, e seguia a orientação da legislação eleitoral de ser fechado, com a divulgação de data e hora. 

A produtora Paula Lavigne afirmou à coluna que esse impedimento gerou estranheza. “Não tem justificativa. Nós estamos [organizando] um evento fechado para arrecadação, que você tem que comprar o ingresso. Não é de graça”, explicou.

Continua após a publicidade
Publicidade