Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

PF pode atrasar ainda mais sabatina de André Mendonça

Prisão do primo de Alcolumbre pode ser vista como retaliação, mesmo sendo trabalho técnico da Polícia

Por Matheus Leitão 20 out 2021, 15h59

A prisão de Isaac Alcolumbre, primo do senador Davi Alcolumbre, realizada pela Polícia Federal nesta quarta-feira, 20, pode jogar ainda mais areia na sabatina que vai decidir se André Mendonça será o próximo ministro do Supremo Tribunal Federal.

Segundo investigações da PF, Isaac Alcolumbre está envolvido com tráfico internacional de drogas. Se as suspeitas forem confirmadas, é mais do que justo que ele seja preso.

No entanto, o movimento pode ser interpretado por Davi Alcolumbre como uma retaliação pelo atraso no agendamento da sabatina de Mendonça.

Como mostrou a coluna, o presidente Jair Bolsonaro culpa o senador pela demora na aprovação do nome do ex-advogado-geral da União para ocupar uma cadeira no STF.

Alcolumbre já reagiu uma vez aos ataques que vem sofrendo e disse que não vai aceitar ser intimidado enquanto exerce a função de presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

Se o sentimento do senador for de retaliação com a prisão de seu primo, vai ficar ainda mais difícil ver o nome de André Mendonça sendo votado pelos senadores. Caberá a Bolsonaro esperar e segurar a atitude agressiva se quiser ver seu indicado na sabatina do Senado.

Continua após a publicidade

Publicidade