Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

O preço começa a ser pago por Bolsonaro 

Inquéritos sobre o 7 de setembro, o Dia da Independência, avançam

Por Matheus Leitão Atualizado em 20 set 2021, 16h53 - Publicado em 20 set 2021, 16h52

As faturas do presidente Jair Bolsonaro pelas confusões armadas por ele mesmo no 7 de setembro já começaram a chegar.

Além da queda vertiginosa da sua popularidade – os cientistas políticos não gostam de dizer aumento vertiginoso de sua impopularidade -, mas é o que é, impopularidade crescente… há outro problema.

Segundo integrantes do Tribunal Superior Eleitoral ouvidos pela coluna, a investigação aberta na corte para apurar o financiamento das manifestações de 7 de Setembro, das quais Jair Bolsonaro participou e foi o principal garoto propaganda, já avançou de forma impressionante.

O mais importante, entre os investigadores, é saber quem financiou os atos que tinham um viés totalmente antidemocrático e golpista.

Como se não bastasse essa notícia ruim para o governo, é preciso lembrar que outra apuração foi aberta para tentar compreender de fato qual o envolvimento do governo nos “protestos” do Dia da Independência.

Essa outra investigação é aquela aberta no Supremo Tribunal Federal sobre organização de atos violentos contra instituições da República, como o Congresso e o próprio STF.

Esse caso investiga, por exemplo, o cantor Sérgio Reis, o mesmo que a coluna revelou que 29 Subprocuradores-Gerais da República fizeram uma representação na Procuradoria do Distrito Federal das declarações do músico, sob a ótica criminal.

Segura, peãooo!

Continua após a publicidade
Publicidade