Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

O pedido de Marcela Temer que levou o marido a ajudar Bolsonaro

O bastidor mais curioso que você, leitor, vai ler sobre Brasília nos próximos dias

Por Matheus Leitão Atualizado em 4 out 2021, 14h40 - Publicado em 4 out 2021, 12h50

Passou despercebido – mas agora não mais por essa coluna – um fato importante que coloca a ex-primeira-dama Marcela Temer no centro de um dos mais importantes episódios políticos das últimas semanas: a ajuda do ex-presidente Michel Temer ao incendiário e autodestrutivo presidente Jair Bolsonaro.

Veio de Marcela o pedido – quase uma súplica – para que Michel Temer resolvesse o caos criado por Bolsonaro no dia 7 de setembro. A coluna apurou que Temer, obviamente, já estava inclinado a isso – porque é um ator político que não foge dessas situações em que se precisa de um conciliador. É da sua personalidade política.

Ocorre que o pedido da ex-primeira-dama teria sido a gota d’água para Temer aceitar de vez o convite para embarcar no avião enviado pela presidência, ir para Brasília redigir a “Declaração à Nação”, que, lida por Bolsonaro aos brasileiros, arrefeceu o clima de conflagração que estava no ar após os arroubos do atual presidente no dia 7 de setembro.

O próprio Michel Temer admitiu que, ao chegar, encontrou Bolsonaro e o staff de primeira linha (ou de segunda, como brincam, em Brasília) em um clima de tensão fragorosamente visível, depois que o presidente ameaçou não cumprir decisões judiciais do Supremo Tribunal Federal (STF) em pleno Dia da Independência.

Resumo: é a Marcela Temer ajudando na defesa do estado democrático de direito.

PS – A coluna continua contando os dias após o recuo de Bolsonaro no dia 8 de setembro. Quanto tempo vai durar?

Continua após a publicidade

Publicidade