Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Nova pesquisa traz sete notícias ruins para Bolsonaro

Pesquisa Datafolha mostra que a estratégia do 7 de setembro não funcionou. Saiba quais são todas as más notícias para o presidente

Por Matheus Leitão Atualizado em 17 set 2021, 12h05 - Publicado em 17 set 2021, 12h03

Há muitas notícias ruins para o presidente Jair Bolsonaro nesta nova pesquisa Datafolha. Só 18% das mulheres o aprovam. Só 17% dos mais pobres o aprovam.

A maioria da população desaprova a sua condução da pandemia. Ele perdeu apoio em todos os segmentos, inclusive nos evangélicos.

Em janeiro, 30% dos evangélicos consideravam seu governo ruim ou péssimo, agora mais de 40%. Os que acham bom ou ótimo são menos de um terço.

Dos eleitores em geral, 59% dizem que não votariam nele de jeito nenhum, contra  31% que não votariam no ex-presidente Lula.

O ex-presidente, aliás, aumentou a distância em relação a ele num hipotético 2º turno com 56% das intenções de voto.

O grupo que mais o apoia é o dos empresários (48%), segmento que nos últimos tempos tem reclamado bastante do atual governo através de vários lideranças.

Talvez a pior notícia seja o fato de que a sua estratégia não funcionou. Bolsonaro mobilizou seus seguidores para dar uma demonstração de força.

Fracassou no campo político porque teve que recuar após rumores de que até partidos do centro poderiam apoiar o impeachment, mas fracassou também diante da opinião pública.

Sua rejeição aumentou após os atos, e não o contrário, como ele imaginou ao tentar se enrolar na bandeira nacional no dia da Independência.

Continua após a publicidade
Publicidade