Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Eduardo Bolsonaro usa foto de Trump em seu perfil no Twitter

Iniciativa gerou repúdio no Itamaraty, que considerou ato do parlamentar inadequado. Ele preside a Comissão de Relações Exteriores da Câmara

Por Matheus Leitão Atualizado em 11 jan 2021, 11h29 - Publicado em 11 jan 2021, 11h20

Gerou repúdio no Itamaraty a iniciativa do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que preside a Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados e é o filho Zero Três do presidente Jair Bolsonaro, de colocar a foto de Donald Trump em sua conta pessoal no Twitter. A foto de Trump, com a bandeira dos Estados Unidos ao fundo, está no lugar da foto de perfil do parlamentar.

Na capa, no entanto, ainda é mantida a sua própria fotografia. Mas o fato de um parlamentar com esse cargo estar com uma bandeira de outro país como parte de sua identificação é totalmente equivocado.

 

Foto de Donald Trump no twitter de Eduardo Bolsonaro
Foto de Donald Trump no twitter de Eduardo Bolsonaro Twitter/Reprodução

Este é mais um movimento inadequado que atrapalha o Brasil nas suas relações externas após a invasão do Capitólio, incentivada por Donald Trump – ato de extrema violência, que terminou com a morte de pelo menos cinco pessoas.

Alguns apoiadores de Bolsonaro estão fazendo o mesmo, ou seja, trocando suas fotos pela do presidente americano, mas a atitude ser seguida pelo próprio filho do presidente é considerada um absurdo.

Eduardo Bolsonaro, além de ser um deputado brasileiro, ocupa um posto importante no contexto internacional. Sua fala repercute mais por conta de ser filho do presidente e por ser considerado seu herdeiro político.

Pior ainda que a foto do perfil do deputado é a posição pública do presidente Jair Bolsonaro e do ministro Ernesto Araújo de apoio à versão de eleição fraudulenta do presidente Donald Trump. Ele está para deixar o governo em apenas mais nove dias. 

Não faz sentido que o governo brasileiro esteja agarrado ao casco do navio que afunda em vez de estabelecer relações com o governo que vai assumir e governar nos próximos quatro anos. Não é questão de gostar ou não de Joe Biden, é simplesmente assim que a diplomacia deve ser feita.

Continua após a publicidade
Publicidade