Clique e assine a partir de 9,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Vídeo: ‘Estou feliz de poder vê-lo caminhando nas ruas’, disse papa a Lula

Em encontro na residência Santa Marta, religioso agradeceu ao petista por ter ido ao Vaticano discutir com ele temas como desigualdade e meio ambiente

Por Roberta Paduan - 18 fev 2020, 13h04

Ao receber o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na residência Santa Marta, no Vaticano, o papa Francisco no dia 13 de fevereiro, o papa Francisco disse ao petista: “Estou feliz de poder vê-lo caminhando pela rua”. A frase está em vídeo divulgado na conta oficial do ex-presidente no Twitter.

Lula esteve preso por 580 dias na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, após ter sido condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em processo da Operação Lava Jato relativo a um tríplex no Guarujá, litoral de São Paulo, que teria sido pagamento de propina pela empreiteira OAS em troca de contratos na Petrobras.

No encontro, do qual participaram o ex-chanceler Celso Amorim e o fotógrafo oficial de Lula, Ricardo Stuckert, Lula falou que tinha vontade há muito tempo de discutir com a papa a questão da desigualdade e mostrar o que considera experiências bem-sucedidas de combate ao problema no Brasil durante o seu governo. “É preciso fazer uma discussão com todos os governantes e com toda sociedade para ver se no século XXI a gente acaba com a desigualdade no planeta”, afirmou no encontro.

Continua após a publicidade

Ele também fez críticas ao tratamento da questão ambiental pelos governantes do planeta e ao que avalia ser ataques aos direitos dos trabalhadores e das pessoas menos favorecidas. “Eu acho que Sua Santidade trata desses assuntos em um momento bastante adequado. Espero que o senhor tenha todo apoio de toda a gente. Não é um tema fácil. Temos muita gente contra, muita gente que não se preocupa com os pobres. Eu sou muito grato. Vim aqui para agradecer”, disse Lula, ao que o papa respondeu. “Eu agradeço seu gesto de vir. Agradeço muito.  Estou feliz de poder vê-lo andando pela rua”, disse.

Desmentido

No final de semana, o Vaticano, por meio de seu portal de notícias, negou a informação que circulava pelas redes sociais de que o papa teria concedido uma bênção chamada benedictionem et innocentum (algo como bênção dos inocentes) aa Lula. O boato começou a circular quando uma foto dos dois em Roma foi divulgada. Na imagem (acima), o pontífice está com a mão sobre a cabeça do petista. De acordo com sites pró-Lula, a bênção seria dada apenas a alguém culpado por algo que não cometeu. Mas não há registro desse tipo de graça na Igreja.

Publicidade