Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

São Paulo: Russomanno perde seis pontos e tem 19,5% contra 25,6% de Covas

Segundo o Paraná Pesquisas, atual prefeito supera numericamente o deputado federal; Boulos, França, Tatto, Arthur do Val e Joice ganham pontos

Por Da Redação Atualizado em 2 nov 2020, 22h12 - Publicado em 3 nov 2020, 09h20

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), lidera numericamente a disputa pela reeleição, segundo levantamento do instituto Paraná Pesquisas feito entre os dias 29 de outubro e 1º de novembro e divulgado nesta terça-feira, 3. Ele tem 25,6% das intenções de voto (tinha 21,5% na sondagem anterior, entre 26 e 30 de setembro) contra 19,5% de Celso Russommanno (Republicanos) – que tinha 25,6% há um mês.

Covas e Russomanno estão empatados quase no limite da margem de erro de três pontos percentuais, mas o mais provável é que o tucano esteja liderando a disputa. A perda de seis pontos percentuais pelo ex-líder da disputa se reflete no pelotão que vem logo atrás: quase todos oscilaram positivamente.

Guilherme Boulos (PSOL) tem 13,4% das intenções de voto (tinha 8,2%), Márcio França (PSB) tem 10% (tinha 8,3%), Jilmar Tatto (PT) tem 5% (tinha 2,6%) e Arthur do Val (Patriota) tem 4,2% (tinha 2,3%). Boulos e França estão empatados dentro da margem de erro, mesma situação de França em relação a Tatto e Do Val.

Na sequência, aparecem Joice Hasselmann (PSL), que foi de 1,3% para 2,4%, e Andrea Matarazzo (que foi de 2,6% para 2,1%). Os candidatos Levi Fidelix (PRTB), Marina Helou (Rede), Orlando Silva (PCdoB), Antonio Carlos (PCO) e Vera Lúcia (PSTU) não atingiram 1%.

A pesquisa ouviu 1.000 eleitores por telefone e foi registrada na Justiça Eleitoral sob o nº SP-09440/2020.

 

Continua após a publicidade
Publicidade