Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Rio: governo Cláudio Castro tem desaprovação alta e 17% de ótimo/bom

Segundo o Paraná Pesquisas, quase metade da população rejeita a gestão do ex-vice-governador, que está à frente do estado desde agosto de 2020

Por Da Redação 6 jun 2021, 10h35

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), que assumiu o estado em agosto de 2020, com o afastamento de Wilson Witzel (PSC), e que ficou com o posto em definitivo em abril deste ano, após o impeachment do titular, tem a sua gestão mal avaliada, segundo levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas entre os dias 28 de maio e 1º de junho.

De acordo com a pesquisa, 46,1% dos entrevistados desaprovam o seu governo, enquanto 39,1% aprovam – outros 14,8% disseram não saber ou não quiseram responder .

No recorte por segmento, a desaprovação de Castro é maior entre aqueles com ensino superior (53,8%) e entre as mulheres (50,1%). Já as maiores aprovações vêm dos homens (46%) e daqueles que têm apenas o ensino fundamental (44,9%).

Quando a pergunta é sobre como avaliam a gestão, apenas 17,7% a consideram ótima ou boa, quando 32% a classificaram como ruim ou péssima – outros 41,3% disseram que ela é regular enquanto 8,3% não souberam ou não quiseram opinar.

Eleições 2022

Castro vem tocando o governo com o apoio do presidente Jair Bolsonaro, principalmente por meio de seu filho, o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), e é considerado uma alternativa de candidato do bolsonarismo ao governo do estado em 2022 – outra opção que está sendo estudada é lançar o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello pelo Patriota, partido para o qual deverá ir o presidente da República.

Continua após a publicidade

No mesmo levantamento, o Paraná Pesquisas também fez sondagens sobre a eleição em 2022. O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) aparece à frente em três cenários – em um deles está empatado com a delegada Martha Rocha (PDT). Cláudio Castro tem percentuais que variam de 15,6% a 16,7%, variando entre a segunda e a terceira posição dependendo do cenário.

” /]

” /]

” /]

A pesquisa foi feita por meio de entrevistas pessoais telefônicas com 1.530 eleitores de 44 municípios do Rio de Janeiro.

Continua após a publicidade
Publicidade