Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Puxada por jovens e mulheres, maioria apoia fechar igrejas contra a Covid

Segundo levantamento do Paraná Pesquisas, 55,1% são a favor de restringir o funcionamento de templos durante a pandemia, enquanto 41,4% discordam

Por Da Redação 26 abr 2021, 15h23

A maioria da população brasileira defende que as igrejas continuem fechadas enquanto isso for uma medida necessária para conter o avanço do novo coronavírus e combater a pandemia da Covid-19, que já matou mais de 391 mil pessoas no país, segundo levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas.

De acordo com a pesquisa, 55,1% dos entrevistados concordam com o fechamento dos templos religiosos durante a pandemia, enquanto 41,4% discordam – outros 3,5% não souberam ou não quiseram opinar. O levantamento foi feito por telefone, entre os dias 12 e 16 de abril, com 2.176 moradores dos 26 estados e do Distrito Federal.

O fechamento das igrejas como estratégia para impedir aglomerações e conter o vírus foi referendado pelo Supremo Tribunal Federal no último dia 8 de abril. Por 9 votos a 2, os ministros entenderam que estados e municípios podem baixar decretos com esse objetivo – apenas Nunes Marques e Dias Toffoli votaram contra.

  • Segundo o levantamento, o maior apoio ao fechamento das igrejas vem dos jovens de 16 a 24 anos (64,9%), das mulheres (58,3%) e dos moradores da Região Sudeste (57,6%). Já a defesa da abertura das igrejas foi maior entre os homens (45,3%), aqueles com mais de 60 anos de idade (45,2%) e os moradores do Nordeste (44,9%).

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade