Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Porto Alegre: Sebastião Melo tem 54% dos votos válidos, e Manuela, 46%

Segundo o Ibope, em votos totais, o candidato do MDB tem 49% enquanto a postulante do PCdoB está com 42%; margem de erro é de três pontos percentuais

Por Da Redação 24 nov 2020, 20h30

O deputado estadual e ex-vice-prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), lidera a corrida pela prefeitura de Porto Alegre com 54% dos votos válidos (excluindo nulos e brancos) contra 46% da ex-deputada federal Manuela D’Ávila (PCdoB), segundo pesquisa do Ibope divulgada nesta terça-feira, 24. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Considerando os votos totais, Melo tem 49% e Manuela ostenta 42%. Entre os entrevistados, 5% disseram que votarão nulo ou em branco, enquanto 4% afirmaram que não sabem ou não quiserem responder. A pesquisa foi feita entre os dias 22 e 24 de novembro, com 805 eleitores, e foi registrada na Justiça Eleitoral sob o nº RS-03118/2020.

O Ibope ainda perguntou ao eleitor sobre a sua intenção de comparecer à votação no domingo, 29, em razão da pandemia do novo coronavírus e das medidas restritivas de prevenção – 91% disseram que irão votar, enquanto 7% afirmaram estar em dúvida e 2% cravarem que não votarão de jeito nenhum.

  • Manuela liderou durante quase toda a corrida eleitoral, mas sofreu uma virada já na reta final do primeiro turno, após o ex-prefeito José Fortunati (PTB) renunciar à candidatura e anunciar apoio a Melo, que foi seu vice-prefeito entre 2013 e 2016.

    Na eleição de 2016, Melo também foi ao segundo turno e foi derrotado por Nelson Marchezan (PSDB), que na atual eleição ficou fora do segundo turno. A curiosidade é que há quatro anos, Melo, que tinha como vice Juliana Brizola (PDT), adotou um discurso mais à esquerda e recebeu o apoio do PCdoB de Manuela no segundo turno,

    Continua após a publicidade
    Publicidade