Clique e assine a partir de 9,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Por que o número 2 do Ministério da Saúde usa um broche de caveira?

Adereço exibido pelo secretário-executivo Elcio Franco Filho chocou na coletiva em que se tentou explicar a confusão sobre a contagem de mortes por Covid-19

Por André Siqueira - Atualizado em 9 jun 2020, 12h47 - Publicado em 9 jun 2020, 12h30

O Brasil não para de produzir cenas chocantes relacionadas à pandemia. Uma das mais recentes ocorreu na segunda, 8, durante uma coletiva no Ministério da Saúde para o governo tentar explicar a confusão criada em torno da metodologia para contabilizar os dados sobre a Covid-19 no país. Na entrevista em que o tema principal era a quantidade de mortes por coronavírus, o secretário-executivo do órgão, Elcio Franco Filho, o número 2 do Ministério, utilizava na lapela de seu paletó um broche com o símbolo de uma caveira com uma faca atravessando o crânio.

O uso do adereço completamente inadequado para a ocasião tem a ver com a carreira de Elcio Franco Filho. Coronel da reserva desde março do ano passado, ele integrou um grupo do Comandos do Brasil, forças especiais do exército que utilizam como símbolo a tal imagem da caveira com a faca atravessada. O atual secretário-executivo do Ministério da Saúde foi instrutor do 1º Batalhão de Forças Especiais do Rio de Janeiro, em 1990. Enquanto esteve na ativa, o coronel também foi gestor de atividades terrestres e de preparo do treinamento do Comando de Operações Especiais (COpEsp) em Goiânia (GO) e gestor de ensino e instrutor de cadetes da Seção de Instrução Especial da Academia Militar das Agulhas Negras (SIEsp-AMAN).

ASSINE VEJA

Os riscos da escalada de tensão política para a democracia Leia nesta edição: como a crise fragiliza as instituições, os exemplos dos países que começam a sair do isolamento e a batalha judicial da família Weintraub
Clique e Assine

Elcio Franco Filho foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro como secretário-executivo do Ministério da Saúde na quinta-feira 4. Franco Filho assumiu o posto do general Eduardo Pazuello, então número dois da pasta, nomeado interinamente como ministro da Saúde. O cargo está vago desde a saída do oncologista Nelson Teich, que pediu exoneração antes de completar um mês no posto.

O site do Exército brasileiro traz uma versão simplificada do significado do broche. “A caveira simboliza a morte, sempre presente nas ações desse tipo; e a faca com lâmina vermelha é o sigilo de uma missão dos Comandos e o sangue derramado pelos combatentes”. “Ao contrário do que possa parecer, o símbolo não significa a morte pura e simplesmente, mas sim a vitória da vida sobre a morte”, diz outro trecho do texto. Fora do ambiente do Exército, no entanto, o uso do símbolo demonstrou uma profunda falta de sensibilidade — principalmente no trágico contexto atual da pandemia no país.

Publicidade