Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Pesquisa: o eleitorado que mais apoia e o que mais rejeita Moro presidente

Segundo o Paraná Pesquisas, o ex-juiz obtém mais votos entre os eleitores mais velhos, aqueles que têm curso superior e os moradores da Região Sul

Por Da Redação Atualizado em 24 nov 2021, 09h49 - Publicado em 23 nov 2021, 10h09

O ex-juiz Sergio Moro aparece com 10,7% das intenções de voto no principal cenário para a eleição presidencial de 2022 levantado pelo instituto Paraná Pesquisas entre os dias 16 e 19 de novembro. Mas há alguns recortes do eleitorado onde o ex-herói da Operação Lava Jato vai um pouco melhor.

O principal deles é entre os eleitores que possuem curso superior: nessa faixa ele consegue 14,9% das intenções de voto, supera Ciro Gomes (PDT) com folga (que tem 9,1%) e obtém a menor diferença para Luiz Inácio Lula da Silva (que tem 24,6%) entre todos os segmentos. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Outra faixa onde Moro vai bem é a de moradores da Região Sul, onde o ex-ministro, que é de Maringá (PR) e se projetou nacionalmente como magistrado em Curitiba, atinge 14,7% das intenções de voto.

O ex-juiz também vai melhor entre os eleitores mais velhos: tem 12,1% entre aqueles com idades entre 45 e 59 anos e 13,3% entre os que têm mais de 60 anos.

Já o recorte do eleitorado onde o ex-juiz tem mais dificuldades é o de jovens: entre os eleitores de 16 a 24 anos ele tem apenas 7,7% das intenções de voto.

Embora não seja pouco para um candidato recém-lançado, Moro também tem um índice menor no Nordeste, onde chega a 8,3%.

Fechando a lista dos três segmentos do eleitorado onde ele vai pior vem o dos eleitores do ensino médio, onde Moro alcança 8,7%.

Pódio

No principal cenário, segundo o Paraná Pesquisas, a taxa de 10,7% de intenções de voto alcançada por Moro o coloca em terceiro lugar atrás apenas de Lula (34,9%) e Bolsonaro (29,2%) e à frente de Ciro (6,1%). Na sequência, aparecem o tucano João Doria (3,1%), o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, do DEM (1,2%) e o senadores Simone Tebet, do MDB (0,6%), Alessandro Vieira, do Cidadania (0,4%), e Rodrigo Pacheco, do PSD (0,4%). Nesta situação, 9,9% dizem que não votarão em nenhum, em branco ou nulo. Outros 3,5% não souberam ou não quiseram responder.

A pesquisa ouviu 2.020 eleitores em 164 municípios de todos os estados e no Distrito Federal por meio de entrevistas presenciais.

Continua após a publicidade

Publicidade