Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Para quase 60% dos eleitores, Moro não deveria tentar o Planalto em 2022

Constatação é de levantamento do instituto Paraná Pesquisas entre os dias 26 e 29 de outubro; ex-juiz deve se filiar ao Podemos no próximo dia 10

Por Da Redação 1 nov 2021, 12h29

Quase 60% dos eleitores brasileiros acham que o ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro não deveria ser candidato a presidente em 2022, segundo levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas entre os dias 26 e 29 de outubro.

De acordo com a pesquisa, 57,7% disseram que ele não deveria disputar a eleição, enquanto 35,5% afirmaram que ele deveria. Outros 6,8% declararam que não sabem ou não quiseram responder.

O ex-ministro deve se filiar ao Podemos na próxima quarta-feira, 10, mas ainda não está certo se ele irá tentar o Palácio do Planalto. Uma alternativa é que ele estreie na política disputando a eleição para o Senado pelo Paraná, seu estado, ou por São Paulo, onde tem grande apoio.

Segundo a pesquisa, a aceitação à candidatura de Moro é bem maior na Região Sul (onde 52,6% acham que ele não deveria ser candidato contra 43,7% que acham que deveria) do que no Nordeste (apenas 27% disseram que ele deveria disputar o Planalto contra 64,2% que acham que não).

A rejeição a sua candidatura é maior entre os jovens de 16 a 24 anos (62,1%), entre aqueles com ensino superior (63,4%) e entre os moradores das regiões Norte e Centro-Oeste (61,4%).

A pesquisa foi feita com 2.462 eleitores em 208 municípios de todos os estados e do Distrito Federal. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

 

Continua após a publicidade

Publicidade