Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

No PSB, Joaquim Barbosa entra por uma porta e Aldo Rebelo sai pela outra

Possível candidatura do ex-presidente do STF ao Planalto desagradou Rebelo, que também queria ocupar o posto de presidenciável do partido

Por Guilherme Venaglia 12 abr 2018, 15h19

Fragmentado ao extremo desde a morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, o PSB não vai ter vida fácil para unificar a legenda e lançar o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa como candidato à Presidência da República. Tão logo Joaquim se filiou, um dos reforços mais recentes do partido, o ex-presidente da Câmara Aldo Rebelo, pediu para deixar o PSB.

Pelo Twitter, o ex-deputado se limitou a dizer que é “impossibilitado” de apoiar a “manifesta inclinação da direção partidária” de apoiar Barbosa. No entanto, ressalvou que continuará comprometido com a campanha do governador de São Paulo, Márcio França (PSB), e “outros projetos regionais do partido”.

Aldo Rebelo ingressou no PSB em 2017, após quarenta anos ligado ao PCdoB, desde o período da ditadura militar, em que sua ex-sigla era considerada ilegal. Durante o período, exerceu mandatos parlamentares, presidiu a Câmara e foi ministro do Esporte no governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Em janeiro, ele enviou uma carta aos militantes do PSB em que oferecia seu nome para ser o candidato do partido ao Planalto. Para sua decepção, como informou a coluna Radar, a repercussão não foi a que gostaria. De olho em Barbosa, poucos foram os integrantes da legenda que comentaram o texto.

Fora do PSB, Aldo Rebelo deve ingressar no Solidariedade, legenda comandada pelo deputado Paulinho da Força (SD-SP), presidente da Força Sindical. No entanto, como o prazo de desincompatibilização já acabou, Rebelo já está fora da eleição de 2018.

Amarelas.com: O limite foi ultrapassado, diz Aldo Rebelo

Continua após a publicidade

Publicidade