Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Moraes compartilha com TSE provas de inquéritos sobre fake news

Inquérito investiga proliferação de notícias falsas a partir das eleições de 2018 e tem o presidente Bolsonaro entre os alvos

Por Leonardo Lellis Atualizado em 16 set 2021, 17h45 - Publicado em 16 set 2021, 17h33

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, compartilhou, nesta quinta-feira (15), com o Tribunal Superior Eleitoral  as provas de dois inquéritos que correm no STF sobre a disseminação notícias falsas a partir das Eleições de 2018.

A documentação foi enviada ao gabinete do ministro Luis Felipe Salomão, corregedor-geral da Justiça Eleitoral, que já conduz investigações sobre suposto abuso de poder político e econômico durante a última campanha para a Presidência da República.

Os inquéritos 4.781 e 4.828, relatados por Moraes, apuram a existência de uma organização criminosa atuante na internet, organizada em núcleos político, de produção e financiamento, que estaria em funcionamento desde 2018 e se estendido pela campanha de 2020.

Em agosto, Moraes autorizou a inclusão do presidente Jair Bolsonaro na lista de investigados do caso. O ministro atendeu a um pedido do TSE para que o presidente seja alvo de apurações por espalhar mentiras contra o sistema eleitoral.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade