Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ministério registra 197 crimes eleitorais e apreensão de mais de R$ 17 mil

Os dados fazem parte da Operação Eleições 2020, conduzida pelo governo federal

Por Laryssa Borges Atualizado em 29 nov 2020, 15h13 - Publicado em 29 nov 2020, 09h26

O Ministério da Justiça informou na tarde deste domingo, 29, que até as 15 horas, haviam sido registrados 197 crimes eleitorais no segundo turno das eleições municipais e apreendidos mais de 17.000 reais, sendo 16.382 reais em dinheiro. De acordo com a Operação Eleições 2020, 1.050 reais em material de campanha foram retidos pelas autoridades policiais, e 53 eleitores acabaram presos.

Também foram registrados 42 episódios de desinformação relacionados à disputa eleitoral, além de incidentes como bloqueio de vias, atendimentos de emergência e protestos. O bloqueio de vias, por exemplo, comprometeu o deslocamento de eleitores no Rio de Janeiro – duas companhias de ônibus fizeram greve por não concordar com a proposta patronal de pagamento parcelado do 13º salário. A paralisação afeta o transporte em bairros como Barra da Tijuca, Recreio, Jacarepaguá, Cidade de Deus, Rio das Pedras e Muzema e levou o prefeito e candidato à reeleição no Rio, Marcelo Crivella (Republicanos) a atrasar em cerca de duas horas o horário previsto para que ele comparecesse ao local de votação.

Até as 9 horas da manhã deste domingo eram dez as pessoas presas ou conduzidas a delegacias por irregularidades relacionadas às eleições e havia sido registrado pelo menos uma apreensão de dinheiro e de cinco de veículos. Os dados fazem parte da Operação Eleições 2020, conduzida pelo governo federal, e que conta com efetivo de 65.382 pessoas entre agentes de inteligência, guardas municipais, forças policiais e Detrans.

Neste segundo turno de eleições municipais, 57 cidades brasileiras vão eleger seus prefeitos, sendo 18 delas as seguintes capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória, Goiânia, Cuiabá, Porto Alegre, Maceió, Fortaleza, São Luís, João Pessoa, Recife, Teresina, Aracaju, Rio Branco, Manaus, Belém, Porto Velho e Boa Vista.

Continua após a publicidade
Publicidade