Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro responde ao TSE sobre declarações de fraude em eleições

Documento é básico e segue na linha da última live do presidente, de que não há provas, mas indícios contra urnas eletrônicas

Por Reynaldo Turollo Jr. Atualizado em 4 ago 2021, 16h47 - Publicado em 4 ago 2021, 16h28

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) finalmente entregou sua resposta ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que o notificou há mais de um mês para apresentar as provas que alega ter de que as últimas eleições foram fraudadas. O documento foi anexado nesta tarde ao inquérito administrativo aberto pelo tribunal na segunda-feira, 2, para investigar declarações de autoridades que possam desestabilizar a eleição de 2022.

A resposta do presidente é curta e básica, e segue a linha de sua última live, na qual afirmou que não existem provas contra as urnas eletrônicas, mas uma série de indícios. O inquérito administrativo é tocado pelo corregedor do TSE, ministro Luis Felipe Salomão, e tramita em sigilo.

Além de investigar declarações de políticos contra as urnas, o procedimento visa “a preservação do Estado Democrático de Direito e a realização de eleições transparentes, justas e equânimes”, segundo Salomão, o que demanda “pronta apuração e reprimenda de fatos que possam caracterizar abuso do poder econômico, corrupção ou fraude, abuso do poder político ou uso indevido dos meios de comunicação social, uso da máquina administrativa e, ainda, propaganda antecipada”.

Publicidade