Clique e assine a partir de 9,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro institui o Dia do Rodeio, celebrado junto com o Dia dos Animais

Data foi estabelecida para 4 de outubro

Por Diego Freire - Atualizado em 5 dez 2019, 04h30 - Publicado em 5 dez 2019, 04h28

Em ato publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira 5, o presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que institui o Dia Nacional do Rodeio no Brasil todos os anos em 4 de outubro. A data escolhida é a mesma na qual é celebrado o Dia Mundial dos Animais, definido por conta da festa internacional de São Francisco de Assis – santo considerado padroeiro dos animais e do meio ambiente. O calendário oficial brasileiro também possui uma data própria para o “Dia Nacional dos Animais”, instituído em 14 de março.

O projeto para se criar um Dia do Rodeio no Brasil teve como relator no Senado o parlamentar Wellington Fagundes (PL-MT). Em outubro, quando aprovou a iniciativa no Congresso, Fagundes destacou a abrangência nacional da atividade, que, segundo ele, tem público “acima até do futebol”. O político frisou que os animais utilizados na prática “são tratados com todo cuidado e há acompanhamento especializado”.

À Agência Senado na época, o senador destacou que ocorrem mais de dois mil rodeios em todo o país, com público pagante de 24 milhões de pessoas, gerando emprego e movimentando economias locais.

O rodeio tem suas origens na pecuária extensiva praticada na Espanha e no Brasil há registros de competições já na década de 1940, na cidade paulista de Barretos, onde hoje é realizada anualmente a maior Festa do Peão da América Latina.

Continua após a publicidade

Em agosto deste ano, presente na festa de Barretos, Bolsonaro assinou decreto que estabeleceu padrões de bem-estar para animais utilizados em competições do tipo. Na ocasião, o presidente se disse “ao lado” de apoiadores de rodeios e vaquejadas e criticou grupos “do politicamente correto” que se opõem à prática.

Além do Dia Nacional do Rodeio, Bolsonaro também instituiu nesta quinta-feira o Dia Nacional da Filantropia – que será celebrado anualmente em 20 de outubro.

Publicidade