Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Batalha nas prévias do PSDB agora é para cadastrar filiados; SP lidera

Apenas 8.740 dos mais de 1,3 milhão de filiados se cadastraram, sendo 60% paulistas; diretórios fazem mutirões para garantir votação expressiva no dia 21

Por Bruno Ribeiro 1 nov 2021, 15h37

As prévias para a escolha do candidato à Presidência pelo PSDB se converteram em uma corrida para o credenciamento dos filiados do partido que poderão escolher, no dia 21 de novembro, entre os candidatos João Doria, governador de São Paulo; Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul; e Arthur Virgílio, ex-prefeito de Manaus. Apenas 8.740 dos mais de 1,3 milhão de filiados haviam se cadastrado até as 18 horas do último domingo, 31. O prazo para credenciamento é até o próximo dia 14.

Em São Paulo, o presidente do diretório estadual, Marco Vinholi, que também é secretário estadual de Desenvolvimento Regional, passou o fim de semana liderando uma equipe de telemarketing para contatar filiados e os orientar a fazer o credenciamento. O Estado já conta com 5.256 credenciados, ou 60,1% de todos os cadastrados do país. Aliados de João Doria comemoram o número, que poderia dar ao tucano vantagem na votação. O Rio Grande do Sul, que vem nas segunda colocação, tem 842 credenciados, ou 9,6% do total. Diante da crescente paulista, outros Estados também passaram a fazer mutirões de credenciamento de eleitores.

Dos cerca de 1,3 milhão de filiados pelo país, o partido estima haver cerca de 600 mil membros ativos da legenda, que poderiam participar do processo de prévias. A estimativa da comissão organizadora era a de que ao menos 60 mil, ou 10% do total, pudesse se credenciar para a votação. O processo é feito por meio de um aplicativo para celular.

 

Continua após a publicidade

Publicidade