Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Lillian Witte Fibe Por Blog Política, economia e outros temas do momento. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Os seletos benefícios fiscais de Temer

Declarando IR? Saiba que, com o $ do seu imposto, Temer distribuiu, só nos últimos 34 dias, presentes que somam 45% do déficit público.

Por Lillian Witte Fibe 4 abr 2018, 15h52

Enquanto as atenções do País estão voltadas para os julgamentos do Supremo Tribunal Federal, a Presidência da República segue distribuindo benesses fiscais.
No mês da declaração de Imposto de Renda, em que tanta gente se depara com a realidade de pagar mais e deduzir menos, e em que os mais pobres se veem diante da obrigação de declarar pela primeira vez, continuam a brotar medidas especiais do Planalto.
O mesmo Planalto que tanto se queixa de um déficit público inadministrável, e, sob essa bandeira, quer que você se aposente mais tarde, ganhe menos etc etc.
Da pessoa física, do assalariado, a ordem é cobrar mais.
Literalmente.
De selecionadas pessoas jurídicas, a ordem é isentar, perdoar, renegociar, abater.
Depois do Refis, que, em 28 de fevereiro, sacramentou a concessão de R$ 62 bilhões a empresas já devedoras de impostos atrasados, só ontem saíram mais duas medidas que aumentam o déficit público.
O mesmo Refis foi estendido a pequenas e médias empresas.
Estimativa (bem discutível) do novo presente: R$ 7 bilhões em 10 anos.
Aos ruralistas que, assim como a turma do Refis, não pagaram pontualmente seus impostos, o presente foi mais generoso: R$ 10 bilhões só este ano.
No forno do gabinete de Temer, repousa ainda um  projeto chamado “Rota 2030”.
Assunto: incentivos fiscais à indústria automotiva.
Estimativa (discutível idem): R$ 1,5 bilhão por ano.
62,5 (Refis de 28/2) + 10 (ruralistas ontem) = 72,5.
Déficit público?
Meta de R$ 161,3 bilhões para 2018.
Sem contar os R$ 7 bilhões do Refis às pequenas empresas, sem contar o possível futuro presente no valor de R$ 1,5 bilhão à automotiva, temos:
apenas nos 34 dias compreendidos entre 28 de fevereiro e ontem, 3 de abril, o sr. Michel Temer distribuiu presentes com o seu dinheiro que equivalem a exatos 45% do déficit público total estimado para este ano.
https://veja.abril.com.br/blog/lillian-witte-fibe/aos-caloteiros-privilegios-aos-pobres-mais-imposto/

a reportagem que ilustra a foto deste post está em: https://oglobo.globo.com/economia/congresso-derruba-vetos-alivio-ruralistas-tem-impacto-de-10-bi-22553987

sobre a rota 2030: http://www.valor.com.br/brasil/5427731/temor-com-o-rota-2030-e-desobedecer-omc

ou: http://www.valor.com.br/brasil/5424761/novo-rota-2030-amplia-incentivo-fiscal

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade