Clique e assine a partir de 9,90/mês
Lillian Witte Fibe Por Blog Política, economia e outros temas do momento. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A “Mula”, o “Primo” e o “Angorá”

O mula involuntário do Primo está preso.Cresce o suspense sobre o destino de Primo e de Angorá,outro personagem vip desse enredo.Ambos da cúpula do Planalto

Por Lillian Witte Fibe - Atualizado em 29 Mar 2018, 20h11 - Publicado em 29 Mar 2018, 20h09

É tanta coisa, que a gente até esquece de detalhes fundamentais.
Entre os presos hoje pela Polícia Federal na Operação Skala está ninguém menos que a mula do primo.
Trata-se de José Yunes, antigo e ótimo amigo de Michel Temer.
Já faz mais de um ano que Yunes disse ter servido de “mula involuntário” do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, para receber misterioso envelope das mãos de um dos condenados da Lava Jato, o doleiro Lúcio Funaro.
Segundo um importante delator, a encomenda, na verdade, continha dinheiro ilegal, isto é, roubado da gente.
A PF, compreensivelmente desconfiada, resolveu investigar.
Nas planilhas da Odebrecht, o apelido de Eliseu Padilha era primo.
O de Moreira Franco (outro fiel aliado a quem Temer tratou de garantir foro privilegiado em novembro) era angorá.
É o caso da gente se perguntar que fim vai levar o trio “mula, primo e angorá”

Publicidade