Clique e assine com 88% de desconto
Letra de Médico Por Adriana Dias Lopes Orientações médicas e textos de saúde assinados por profissionais de primeira linha do Brasil

O exercício físico traz benefícios depois dos 50 anos?

Comecemos por uma rápida descrição do envelhecimento. Dos 50 aos 80 anos, a perda de massa muscular pode chegar a 40%. A força dos músculos diminui em 1,5% ao ano. Há diminuição da audição, da visão, da intensidade e propagação dos impulsos nervosos, bem como da velocidade das respostas motoras em virtude da perda de […]

Por Paulo Zogaib - Atualizado em 8 fev 2017, 08h21 - Publicado em 26 out 2016, 12h00

Comecemos por uma rápida descrição do envelhecimento. Dos 50 aos 80 anos, a perda de massa muscular pode chegar a 40%. A força dos músculos diminui em 1,5% ao ano. Há diminuição da audição, da visão, da intensidade e propagação dos impulsos nervosos, bem como da velocidade das respostas motoras em virtude da perda de 50 000 a 100 000 neurônios por dia.

As mulheres ainda podem sofrer dos sintomas da pós-menopausa: insônia, alterações do humor, ressecamento vaginal, perda da libido, aumento dos riscos de osteoporose e doenças cardíacas.
O envelhecimento é também fator de risco para o acúmulo de gordura, de glicose e o surgimento das doenças coronarianas.

Assustador? A impressão que se tem é que não há solução, porém não é bem assim. O que causa aumento do açúcar no sangue? Por que engordamos e temos colesterol alto? Por que perdemos músculo, força e até neurônios? Por que nossos ossos e nosso coração se enfraquecem?
É claro que as respostas para essas questões são muito complexas e multifatoriais, porém em todas as respostas teremos um denominador comum: o sedentarismo.

A atividade física promove centenas de benefícios à saúde. Os efeitos dos exercícios ocorrem em todas as estruturas, órgãos e sistemas do organismo, como a melhora do controle da pressão arterial, dos níveis de açúcar e gorduras no sangue, na manutenção do peso corporal, da composição corporal, da força e da resistência dos músculos, da integridade dos ossos, da capacidade pulmonar, da oxigenação dos tecidos, na produção de neurônios e muitos outros benefícios que retardam o processo de envelhecimento e atenuam de forma significativa todos esses sinais e sintomas.
Estudos compararam os organismos de jovens e idosos, sedentários ou não, por meio de biópsias musculares. Os resultados dos exames realizados em ambos os grupos não encontraram diferenças um jovem sedentário de 20 anos e um idoso treinado de 80 anos. Os marcadores de saúde são iguais!

O organismo tem capacidade de se readaptar em qualquer idade. Mesmo que várias afecções tenham sido instaladas, adoção de um estilo de vida mais saudável, com um programa de exercícios individualizado, sempre ajudará. O organismo tem capacidade de se readaptar em qualquer idade. É claro que nem sempre a recuperação será plena, mas, no mínimo, os processos deletérios podem ser estabilizados e sem dúvida os benefícios serão enormes.

Mesmo depois dos 50, o organismo responde de forma excelente aos estímulos dos exercícios, todas as estruturas, órgãos e sistemas ficam fortes, resistentes, eficientes e aptos , diminuindo a incidência de doenças, melhorando a qualidade e o tempo de vida.

Publicidade

Adianta, sim, fazer exercícios depois do 50, 60, 70, sempre.

paulo-zogaib

Publicidade