Clique e assine a partir de 9,90/mês
Letra de Médico Por Adriana Dias Lopes Orientações médicas e textos de saúde assinados por profissionais de primeira linha do Brasil

Hábitos de vida que podem fazer a diferença

A manutenção de hábitos saudáveis é fundamental para a prevenção do desenvolvimento de doenças crônicas e deve ser estimulada desde a infância

Por Daniel Magnoni - 7 fev 2018, 12h13

A manutenção de hábitos saudáveis é fundamental para a prevenção do desenvolvimento de doenças crônicas. A adoção de hábitos saudáveis deve ser estimulada desde a infância e adolescência, promovendo alimentação saudável, evitando o consumo de sódio, álcool e combate ao sedentarismo.

Evitar o tabagismo também é importante, pois o cigarro aumenta o risco para a hipertensão, está relacionado ao aumento de resistência para medicamentos anti-hipertensivos e complicações cardiovasculares, além do maior risco para insuficiência renal. No caso da hipertensão arterial, e outras doenças cardiovasculares, como doença arterial coronariana a mudança de hábitos é parte fundamental do tratamento não medicamentoso, devendo ser incorporadas a rotina por toda a vida.

Sabemos que as ações educacionais em estilo de vida são mais efetivas quando iniciadas ainda na infância. De forma análoga, o custo da saúde pública se reduz quando analisamos pessoas que iniciaram hábitos saudáveis desde a infância, quando comparado com pessoas que apresentam as doenças cardiovasculares e a partir desse momento começam a modificar a alimentação e incorporam a atividade física.

Alguns passos podem ser recomendados para a adoção de hábitos saudáveis

  1. Procure utilizar o mínimo de sal no preparo dos alimentos
  2. Evite deixar o saleiro na mesa, assim você não adiciona mais sal na refeição
  3. Para saber o conteúdo de sódio dos alimentos, fique atento ao rótulo!
  4. Na hora de temperar os alimentos, prefira temperos naturais como alho, cebola, orégano e manjericão. Evite o uso de temperos industrializados, como caldos prontos e glutamato monossódico, pois costumam ter alta quantidade de sódio
  5. Alimentos embutidos, enlatados, molhos prontos e carnes salgadas (como carne seca) devem ser evitados, devido a sua alta quantidade de sal e gordura
  6. Consuma menor quantidade de gordura no dia a dia; dê preferência ao uso de óleos vegetais e consuma mais preparações cozidas, assadas e/ou grelhadas
  7. Evite o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e cigarros
  8. Procure consumir pelo menos três porções de frutas e hortaliças por dia e dê preferência às versões integrais de alimentos como pães, cereais e massas
  9. Procure um profissional capacitado para orientar a prática de atividades físicas, saiba que 30 minutos diários de caminhada já é uma importante ferramenta na prevenção
  10. Mantenha seu peso saudável. O excesso de peso contribui para o desenvolvimento da hipertensão arterial.

Referências
1. Malachias MVB, Souza WKSB, Plavnik FL, Rodrigues CIS, Brandão AA, Neves MFT, et al. 7ª Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial. Arq Bras Cardiol 2016; 107(3Supl.3):1-83
2. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: hipertensão arterial sistêmica. Brasília: Ministério da Saúde, 2013.

 

Continua após a publicidade

Daniel Magnoni

 

Continua após a publicidade

Quem faz Letra de Médico

Adilson Costa, dermatologista
Adriana Vilarinho, dermatologista
Ana Claudia Arantes, geriatra
Antonio Carlos do Nascimento, endocrinologista
Antônio Frasson, mastologista
Artur Timerman, infectologista
Arthur Cukiert, neurologista
Ben-Hur Ferraz Neto, cirurgião
Bernardo Garicochea, oncologista
Claudia Cozer Kalil, endocrinologista
Claudio Lottenberg, oftalmologista
Daniel Magnoni, nutrólogo
David Uip, infectologista
Edson Borges, especialista em reprodução assistida
Fernando Maluf, oncologista
Freddy Eliaschewitz, endocrinologista
Jardis Volpi, dermatologista
José Alexandre Crippa, psiquiatra
Ludhmila Hajjar, intensivista
Luiz Rohde, psiquiatra
Luiz Kowalski, oncologista
Marcus Vinicius Bolivar Malachias, cardiologista
Marianne Pinotti, ginecologista
Mauro Fisberg, pediatra
Miguel Srougi, urologista
Paulo Hoff, oncologista
Paulo Zogaib, medico do esporte
Raul Cutait, cirurgião
Roberto Kalil, cardiologista
Ronaldo Laranjeira, psiquiatra
Salmo Raskin, geneticista
Sergio Podgaec, ginecologista
Sergio Simon, oncologista

Publicidade