Clique e assine a partir de 9,90/mês
Letra de Médico Por Adriana Dias Lopes Orientações médicas e textos de saúde assinados por profissionais de primeira linha do Brasil

“Aquela doença”

Tenho tratado todos os dias de pacientes com câncer, já vi de tudo acontecer, e posso dizer que não importa o desfecho, mas sim a jornada

Por Raphael Brandão - Atualizado em 17 fev 2020, 15h33 - Publicado em 17 fev 2020, 15h16

O dia 4 de fevereiro ficou conhecido como o dia mundial do câncer. Eu sei que você deve estar pensando que eu tenho um baita mal gosto, afinal, como uma doença como esta, que evitamos inclusive pronunciar o nome, pode ter um dia comemorativo. Quero dizer que te entendo 100%, mas quero uma chance para poder me explicar um pouco melhor.

Datas como esta são importantes para pararmos um pouco e pensarmos sobre o que estamos fazendo em nossas vidas com relação a esta doença. Eu duvido que você não conheça alguém com câncer, ou mesmo se não conhecer, infelizmente tenho que te dizer uma coisa dura! Desculpe, mas será muito improvável você não cruzar com “aquela doença” na jornada da sua vida. Óbvio que não estou desejando o mal a ninguém, estou apenas dizendo o que a epidemiologia vem nos mostrando.

Você sabia que cerca de uma em cada três pessoas desenvolverá alguma forma de câncer durante a vida? Apesar dessa estatística sombria, eu gosto muito de falar para os meus pacientes sobre os avanços nos diagnósticos e tratamentos do câncer. Esta é uma área em franca evolução, sou fascinado. Os tratamentos mudam o tempo todo, os pacientes vivem cada vez mais, mesmo no cenário metastático. Porém, apesar de toda evolução, ainda a melhor maneira de vencer o câncer é trabalhando na prevenção. Mamografia, papa Nicolau, vacinas contra o HPV, visitar o urologista, fazer colonoscopia, tomografia de tórax, parar de fumar, ir ao dermatologista, usar protetor solar, enfim, essas são algumas das estratégias utilizadas pela medicina moderna que busca a detecção precoce do câncer. Ahhh! Também não tem como fugir das dietas saudáveis, ou seja, ricas em frutas, vegetais e pobres em álcool, alimentos processados e açúcares.

Hoje vou falar para 3 tipos de pessoas: Os que ainda não tiveram câncer, os que já tiveram câncer e os que estão lutando contra o câncer. Se você faz parte de algum desses grupos, preste atenção.

Continua após a publicidade

Para os que ainda não tiveram câncer

Meu desejo sincero é que você não tenha. Mas, se for para ter, desejo que você descubra em uma fase precoce. Isso depende de sorte e também muito de você. Sabemos que grande parte dos casos de câncer podem ser evitados, através de uma dieta saudável, ou seja, rica em frutas, vegetais, grãos integrais e pobre em álcool, alimentos processados e açucarados. Fuja da obesidade, se você estiver acima do peso, decida agora mudar de vida. Diante da redução do tabagismo, o excesso de peso poderá em breve se tornar o fator de risco número 1 para câncer no mundo. Nos EUA, estima-se que 39,5% dos adultos são obesos e 31,8% acima do peso. A obesidade é um fator de risco bem estabelecido para pelo menos 13 tipos de câncer.

Não vou falar sobre o cigarro, tenho que certeza que você é inteligente e já sabe sobre a relação com alguns tumores tais como: pulmão, bexiga, cabeça e pescoço, entre outros.  Use protetor solar, evite exposição ao sol entre as 10 e 16 horas, visitem anualmente um dermatologista. Mulheres não se esqueçam dos ginecologistas. Homens dos urologistas. Pensem em visitar um oncologista (mesmo não tendo câncer), cheguem cheios de perguntas, aqui algumas sugestões: Preciso fazer tomografia de tórax? Quando devo fazer colonoscopia? Na minha família tem muitas histórias de sarcoma, devo me preocupar? O que devo fazer para evitar ao máximo o câncer? O que é oncogenética?
Enfim, você que ainda não teve câncer, lembre-se que prevenir é melhor que diagnosticar.

Para os que já tiveram câncer

Para você, eu quero dar parabéns e expressar toda a minha admiração. Eu também quero dizer que você pode ter um outro tumor. Calma! Não quero te assustar! Apenas quero te dizer que tudo que escrevi “para os que ainda não tiveram câncer”, serve também para você. Infelizmente câncer não é igual catapora, que quem pegou uma vez, nunca mais pega.

Lembre-se das lições aprendidas com a doença. Sinta gratidão por cada pessoa que esteve com você durante o tratamento. Perdoe aqueles que não ficaram contigo, e acredite, eles também sentiram medo. Costumo dizer aos meus queridos pacientes que o maior medo não deve ser a morte, mas deve ser o de continuar com os mesmos defeitos de antes da doença. Lembre-se todos os dias das lições que o câncer te deixou, e transmita os ensinamentos a todos os que cruzarem o seu caminho.

Para os que estão lutando contra o câncer

Se você se sente cansado, triste, tem vontade de abandonar o tratamento, vive com medo de tudo e de todos… Tudo bem. Se você está motivado, tem certeza que vai vencer, está cheio de energia… Tudo bem também. Não importa o que você está sentindo agora, apenas permita-se sentir, não perca tempo se cobrando, se condenando, se achando uma derrota. Entenda que você é humano, e que todos esses sentimentos (e muitos outros), são normais em todo mundo que passa pelo que você está passando. Essa fase costuma ser uma montanha russa de emoções, dias mais fáceis, dias mais difíceis. Ué Raphael? Mas a vida não é assim também? Mesmo quando não estamos doentes? Sim, você tem razão, a diferença é que quando pensamos na morte, percebemos estes sentimentos mais de perto, com mais atenção.

Continua após a publicidade

Apesar de nunca ter tido câncer, tenho tratado todos os dias de pacientes, já vi de tudo acontecer, e posso dizer que não importa o desfecho, mas sim a jornada. A morte é certa para todos nós, mesmo assim sempre teremos mil argumentos para dizer que ainda não é a nossa hora. Normal.

Aproveite a jornada, aprenda com cada lição, use este medo que você sente quando o jantar em família esta terminando, ou quando você se despede de alguém que ama, e tem medo de ser a última vez. Seja curioso, observe tudo, anote cada detalhe, tire suas conclusões e dê tudo que tem aprendido para a humanidade. Construa um legado, e tenha certeza de uma coisa, nunca saberemos o dia de nossa morte, portanto, viva!

./.

 

Publicidade