Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
José Casado Por José Casado Informação e análise

Um segredo de R$ 8,2 bilhões na folha salarial do governo

Governo gasta R$ 863 milhões por mês com açougueiro, barbeiro, operador de destilaria, de telex, de videoteipe e até afinador de instrumentos musicais

Por José Casado Atualizado em 4 ago 2021, 14h02 - Publicado em 4 ago 2021, 09h30

Segredos da folha de pagamentos da União estão sendo revelados no debate legislativo sobre a reforma administrativa.

Um deles é que todo mês o governo gasta R$ 863 milhões com salários de servidores contratados para cargos que foram extintos há muito tempo, como:

* Operadores de destilaria, de telex e de videoteipe;

* Açougueiros, barbeiros, encadernadores, chaveiros, recreacionistas e ascensoristas;

* Datilógrafos e afinadores de instrumentos musicais.

Existem 69 mil funcionários federais remunerados em funções como essas, contou à Câmara Leonardo Sultani, secretário de Gestão de Pessoal do Ministério da Economia.

Eles custam R$ 8,2 bilhões por ano.

-
Ministério da Economia, julho 2021/VEJA
Continua após a publicidade

Publicidade