Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
José Casado Por José Casado Informação e análise

Lira e Bolsonaro em busca da fórmula mágica

O desafio é reduzir preços dos derivados enquanto sobe o custo da matéria-prima, o petróleo

Por José Casado Atualizado em 24 out 2021, 03h58 - Publicado em 24 out 2021, 09h00

Há dias, a Câmara aprovou um projeto para reduzir impostos estaduais sobre combustíveis. A manobra do presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL) agradou Jair Bolsonaro, que tentava culpar governadores por tudo — da catástrofe pandêmica à alta dos preços da gasolina, do diesel e do gás de cozinha.

Pelas contas da Câmara, os Estados perderiam entre R$ 24 bilhões a R$ 32 bilhões em redução tributária (ICMS) sobre combustíveis, e os consumidores teriam um alívio de 7% nos preços.

Lira conseguiu aprovar o projeto, que seguiu para o Senado. Na semana seguinte, o preço do petróleo subiu mais de 7%.

Chegou ao patamar de US$ 85 por barril, e a Petrobras informa não ter qualquer perspectiva de queda na cotação. Até ressalva que os preços domésticos estão defasados — estima-se que em 14% na gasolina e em 18% no diesel, em relação à média mundial.

Lira e Bolsonaro continuam em busca da fórmula mágica. O desafio é reduzir preços dos derivados enquanto sobe o custo da matéria-prima.

Continua após a publicidade

Publicidade