Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
José Casado Por José Casado Informação e análise

A crise se agrava com mais famílias sem renda

No primeiro trimestre, em 25% os domicílios não havia renda do trabalho. Essa proporção cresceu no segundo trimestre, para 31,5%

Por José Casado Atualizado em 20 set 2021, 04h48 - Publicado em 20 set 2021, 08h30

A crise econômica se agrava. Aumentou o número de famílias sem qualquer renda do trabalho.

Eram 25% dos domicílios nessa situação no primeiro trimestre. Ou seja, uma de cada quatro residências havia perdido todos rendimentos do trabalho.

Piorou. Passou para um de cada três domicílios (31,5%) no segundo trimestre, informa o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em análise de dados coletados pelo IBGE.

A economia continua patinando. A lenta a recuperação tende a complicar o cenário político para 2022.

Continua após a publicidade
Publicidade