Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

“O Predador”: agora, o massacre vem em ritmo de comédia

Grupo de militares desequilibrados e a presença de Olivia Munn são acertos desse reboot da série

Shane Black é o cara que, nos anos 80, como roteirista, reinventou o filme de dupla desencontrada com Máquina Mortífera. Mas, na sua carreira de ator ocasional, daqueles que fazem o terceiro coadjuvante à esquerda, ele conseguiu uma distinção e tanto: em Predador, de 1987, ele interpretou a primeira vítima a ser eviscerada pelo caçador alienígena. Muito apropriado que, com esse conhecimento de causa, ele seja o diretor e co-roteirista de O Predador, que, depois de incontáveis continuações e remakes, pretende agora relançar o personagem com mais categoria. Black é um excelente piadista, uma coqueteleira de cultura pop e um sujeito hiperativo – todas qualidades que estão nos seus trabalhos anteriores como diretor (Beijos e Tiros, Homem de Ferro 3, Dois Caras Legais) e também em O Predador, que já começa na corrida e não para até o final. A sanguinolência é tão extrema quanto a do filme original, de John McTiernam, que foi um dos grandes diretores de ação da década de 80. Mas, desta vez, a coisa toda se encaminha para o território da ultraviolência cômica, que virou um filão cobiçado com John Wick e Deadpool. Boyd Holbrook, o agente americano de Narcos, é um soldado desses que atiram primeiro e nem perguntam depois. Por acaso, ele topa com o Predador e suas temíveis dreadlocks. E, mais por acaso ainda, topa com toda uma unidade de soldados meio doidos (de verdade), mais a cientista interpretada pela ótima Olivia Munn, que vão ajudá-lo a tirar seu filho pequeno da mira do caçador. Esse é o viés sentimental do filme que eu dispensaria. O resto – as mortes tão absurdas que são para dar risada, o humor seco e rápido, a canastrice calculada dos atores – é só acerto.

Assista aqui o video com a resenha:

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s