Clique e assine a partir de 9,90/mês
Isabela Boscov Por Coluna Está sendo lançado, saiu faz tempo? É clássico, é curiosidade? Tanto faz: se passa em alguma tela, está valendo comentar. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

J.J. Abrams, o diretor de “Star Wars”: “É quase uma religião”

De passagem pela Comic Con Experience, em São Paulo, Abrams falou a VEJA sobre o trabalho de filmar “A Ascensão Skywalker”

Por Isabela Boscov - Atualizado em 18 dez 2019, 21h16 - Publicado em 18 dez 2019, 21h14

J.J. Abrams é objetivo, eficiente, profissional – e, não fosse todas essas coisas, não teria conseguido ressuscitar as duas maiores sagas espaciais da cultura pop, Star Trek e Star Wars, com resultados tão notáveis. Ainda assim, acha que foi benéfico dar uma pausa entre O Despertar da Força e A Ascensão Skywalker, entregando Os Últimos Jedi ao colega Rian Johnson. “De outra forma, eu teria, primeiro, morrido de exaustão. Mas, acima de tudo, voltar depois de ver outro diretor desenvolver o trabalho deu uma sensação de redescoberta, de ânimo renovado – aquela alegria especial de ver que esses personagens têm vida própria.”

Veja aqui a entrevista:

Publicidade