Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Doutor Sono’ retoma com acerto o clássico do horror ‘O Iluminado’

Ewan McGregor puxa um bom elenco no novo filme, uma adaptação do livro com que Stephen King deu continuidade ao enredo original

Os puristas tendem a se queixar desse tipo de expediente, mas é compreensível que, em dado momento de Doutor Sono (Doctor Sleep, Estados Unidos, 2019), já em cartaz no país, o diretor Mike Flanagan se permita revisitar a locação (e a trilha, a iluminação, a câmera e os personagens) do ultraclássico O Iluminado, que Stanley Kubrick lançou em 1980: cercado de neve e inundado de luz, o fictício Hotel Overlook é um dos cenários mais brilhantes (e tenebrosos) já concebidos por um cineasta. No ano passado, também Steven Spielberg deu um passeio pelo Overlook, em Jogador Nº 1 — mas o pretexto de Doutor Sono é ainda mais pertinente: seu protagonista é Dan Torrance, o garoto de aguçada sensibilidade paranormal que, em O Iluminado, enfrentava o mal no Overlook. Agora adulto, e muito bem interpretado por Ewan McGregor, Dan continua a pagar o preço de seu dom. Para emudecer as comunicações do além, afunda-se no álcool e na promiscuidade. Mas está exausto, e a intervenção de um desconhecido gentil (Cliff Curtis) o põe no caminho da recuperação — e também no de uma garota (Kyliegh Curran) que tem um dom ainda mais poderoso que o seu e é irresistível para um círculo de criaturas cuja aparência humana esconde algo corrupto e cruel.

Baseando-se na continuação de O Iluminado que o escritor Stephen King publicou em 2013, Flanagan, que dirigiu todos os episódios da ótima A Maldição da Residência Hill, busca aqui menos o medo que o mal­-estar; às vezes choca, mas a prioridade é contar bem uma boa história e valorizar o trabalho de seus bons atores — no que o elenco é quase uniforme, com destaque também para Rebecca Ferguson. Pavor mesmo, só quando ele volta ao sinistro Overlook.

Clique nas imagens abaixo para comprar os livros O Iluminado e Doutor Sono.

 

Publicado em VEJA de 13 de novembro de 2019, edição nº 2660

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s