Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Holofote Por Silvio Navarro Os personagens que estão no centro do poder. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Azeredo preso: a foto que o PSDB teme na campanha

Justiça determinou a prisão do ex-presidente do PSDB depois de 11 anos

Por Silvio Navarro Atualizado em 22 Maio 2018, 23h50 - Publicado em 22 Maio 2018, 23h32

Uma imagem preocupa marqueteiros desde a tarde de hoje e vai tirar o sono de muitos tucanos que vão às urnas em outubro: a foto do ex-presidente do PSDB e ex-governador mineiro Eduardo Azeredo preso — ou se entregando à polícia. Com discrição e passos calculados, o staff de tucanos que disputarão eleições grandes, como São Paulo e Minas Gerais — João Doria e Antonio Anastasia, respectivamente, pelo menos no cenário atual — e até o do pré-candidato à Presidência da sigla, Geraldo Alckmin, já calculam o prejuízo da foto e das consequências eleitorais do ex-dirigente encarcerado pelo chamado “mensalão mineiro” — termo que o partido sempre tentou dissociar do mensalão do PT. Ainda que para alguns o discurso seja “melhor agora antes da Copa do Mundo do que no segundo semestre, quando as campanhas estarão a todo o vapor”, a voz corrente é que a foto vai dar trabalho para explicar. Se da Justiça, depois de onze anos, Azeredo não escapou, resta saber se a estratégia para deixá-lo longe das lentes dos fotógrafos nas próximas horas vai funcionar.

Publicidade