Clique e assine a partir de 8,90/mês
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

Petrolão: Lula liberou, o dinheiro entrou, Dilma se elegeu

A Operação Lava Jato se aproxima de Lula. No mesmo dia em que o então presidente desbloqueou o repasse de verbas para a refinaria Repar, a conta do diretório nacional do PT recebeu 350 mil reais da SOG Óleo e Gás, uma das beneficiárias da obra. Lula liberou, o dinheiro da propina entrou. Sim: nos […]

Por Felipe Moura Brasil - Atualizado em 31 jul 2020, 01h48 - Publicado em 21 mar 2015, 15h00

DILMA-BEIJA-LULAA Operação Lava Jato se aproxima de Lula.

No mesmo dia em que o então presidente desbloqueou o repasse de verbas para a refinaria Repar, a conta do diretório nacional do PT recebeu 350 mil reais da SOG Óleo e Gás, uma das beneficiárias da obra.

Lula liberou, o dinheiro da propina entrou. Sim: nos cofres do partido.

Com esta revelação, a IstoÉ desta semana torna ainda mais comprometedora aquela canetada do ex-presidente que rendeu em novembro do ano passado o editorial do Estadão “Lula e Dilma sempre souberam de tudo“, ratificação da famosa capa da VEJA às vésperas da eleição.

Lula, como sabíamos, passou por cima da recomendação do TCU ao Congresso para que bloqueasse as verbas para as obras da Repar, repletas de irregularidades. Em 27 de janeiro de 2010, ele vetou o bloqueio e abriu o caminho para as empreiteiras.

Continua após a publicidade

Este blog tratou do assunto aqui, ligando a canetada de Lula ao depoimento do lobista Júlio Camargo, que confessou o pagamento de propina para obter o contrato da refinaria.

Camargo operava para o grupo Setal, ao qual está submetida a SOG Óleo e Gás. Agora sabemos que, graças a Lula, ele liberou o dinheiro para o PT. Sim: em ano de campanha, curiosamente a nove meses da eleição de Dilma Rousseff.

Como “o Ministério Público identificou pelo menos 10 das 24 doações partidárias feitas com o objetivo de disfarçar o pagamento de propinas”, os procuradores da Lava Jato vão cruzar os documentos entregues pelos empreiteiros com a prestação de contas do PT na Justiça Eleitoral.

A “mãe” do Brasil cada vez mais parece a filha do petrolão.

Felipe Moura Brasil ⎯ http://www.veja.com/felipemourabrasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Continua após a publicidade
Publicidade