Clique e assine com 88% de desconto
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

Os esquemas de Lula, o lobista em chefe do Brasil

Na reportagem citada no post anterior, Lula é descrito como o lobista em chefe do Brasil. O esquema Lula-Odebrecht-BNDES – que só podia mesmo dar em ‘LOB’ – é assim: 1) A empreiteira de Marcelo Odebrecht paga viagens de Lula a países onde tem interesses em fechar negócios. 2) Lula viaja a países latino-americanos e […]

Por Felipe Moura Brasil - Atualizado em 11 fev 2017, 12h38 - Publicado em 1 maio 2015, 03h53

Na reportagem citada no post anterior, Lula é descrito como o lobista em chefe do Brasil.

O esquema Lula-Odebrecht-BNDES – que só podia mesmo dar em ‘LOB’ – é assim:

1) A empreiteira de Marcelo Odebrecht paga viagens de Lula a países onde tem interesses em fechar negócios.

2) Lula viaja a países latino-americanos e africanos, onde dá palestras (por dentro) e se encontra com o presidente/ditador local (por fora).

Publicidade

3) Após o lobby de Lula, esses governos contratam os serviços da Odebrecht.

4) Luciano Coutinho, o afilhado de Lula que preside o BNDES, libera o empréstimo de dinheiro público para essas obras bilionárias no exterior.

5) A construtora recebe o dinheiro e Marcelo Odebrecht fica feliz.

Marcelo Odebrecht, CEO of Brazilian construction group Odebrecht, speaks during an interview with Reuters in Lima

Publicidade

Duas negociatas suspeitas dentro desse esquema ganharam destaque a partir de documentos obtidos pela revista.

I.

O documento
Proposta de gastos da Odebrecht para licitação de obra na República Dominicana.

Captura de Tela 2015-05-01 às 01.48.46

O caso
A empresa foi contratada para construir usinas termelétricas de carvão mineral em Punta Catalina.

Valor das obras
US$ 2 bilhões.

A suspeita do Ministério Público
Superfaturamento da obra, porque o valor proposto pela Odebrecht é o dobro do da segunda colocada. Há ainda gastos que parecem exagerados, como US$ 80 milhões para gelo. Um grupo chinês denunciou o resultado da licitação à presidente Dilma.

Comento:
Haja champanhe para tanto gelo!

Captura de Tela 2015-05-01 às 02.28.38

Danilo Medina, presidente da República Dominicana, e Lula, em janeiro de 2013. Oficialmente, Lula foi dar uma palestra em premiação a jovens do país

Publicidade

II.

O documento
Telegrama da embaixadora brasileira em Gana pedindo celeridade no trâmite do financiamento do BNDES por conta do risco de derrota eleitoral.

Captura de Tela 2015-05-01 às 01.49.13

“…para o Corredor Rodoviário Oriental [a obra que seria realizada], corre-se o risco de, qualquer que seja o resultado das eleições, haver quer a reabertura das discussões sobre o projeto e seu financiamento, quer a revisão das prioridades relativas à infraestrutura do setor de transporte rodoviário. Coincido no entendimento de que esse risco existe, sobretudo em caso de vitória da oposição, que naturalmente procurará rever todos os projetos negociados pelo governo anterior antes de assinar novos acordos de financiamento. Irene Vida Gala, embaixadora”.

O caso
Construção do corredor rodoviário oriental.

Valor da obra
US$ 290 milhões.

A suspeita do Ministério Público
A sincronia entre a visita de Lula e o financiamento do BNDES: Lula foi a Gana em 2013, pago pela Odebrecht. Quatro meses depois, a empresa fechou contrato com o país, com US$ 200 milhões do banco.

Comento:
“Coincido no entendimento de que” Lula é um lobista de gana. De muita gana e grana também.

Captura de Tela 2015-05-01 às 02.38.44

John Dramani Mahama, presidente de Gana, veio ao Brasil em 2014 para lançar seu livro “Meu primeiro golpe de Estado”. Não é piada! Aproveitou para visitar Lula e executivos da Odebrecht, que ainda não lançaram a versão brasileira da obra.

Publicidade

* Veja também o post anterior:
Os crimes de Lula, segundo o Ministério Público Federal

Felipe Moura Brasil ⎯ http://www.veja.com/felipemourabrasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Publicidade