Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

O golpe do PT contra a Operação Lava Jato para salvar Lula, Dilma e os ladrões da Petrobras

Por Felipe Moura Brasil - Atualizado em 11 fev 2017, 15h08 - Publicado em 16 fev 2015, 16h26

Interrompo a folia para fazer, com auxílio do ex-ministro Joaquim Barbosa, um resuminho do carnaval petista e suas alegorias de sempre:

Captura de Tela 2015-02-16 às 16.10.53

I. JUNHO/JULHO DE 2012:

Manobra: Petistas mandam seus comparsas do Tribunal de Contas da União (TCU) considerar os milhões de reais desviados do Banco do Brasil, por meio da Visanet, um dinheiro “privado”, e não público.

Publicidade

Objetivo: liquidar a maior prova do uso de dinheiro público no esquema do mensalão.

Motivo: a prova destruía a propaganda do PT segundo a qual os recursos utilizados pelo partido para comprar apoio no Congresso Nacional eram provenientes de caixa-dois.

Resultado: Felizmente, o Ministério Público Federal conteve a tempo a manobra.

Captura de Tela 2015-02-16 às 15.39.42

Luís Inácio Adams, o homem que fez campanha nos gabinetes do TCU neste carnaval para salvar Luiz Inácio Lula da Silva

Publicidade

II. CARNAVAL DE 2015:

Manobra: Enquanto o Brasil se distrai com a folia carnavalesca, os comparsas do PT no TCU aprovam em tempo recorde uma Instrução Normativa redigida no Palácio do Planalto e levada ao tribunal pelo advogado-geral da União, Luís Inácio Adams.

Objetivo: Impedir que os acordos de leniência feitos no âmbito da Controladoria-Geral da União (CGU) sejam anulados pelo TCU que, muito embora controlado por PT e PMDB, ainda era visto como um risco para as empreiteiras enroladas com a Operação Lava Jato.

Motivos:

Publicidade

– Contornar o juiz Sérgio Moro.

– Garantir que as empresas não sejam consideradas inidôneas e possam continuar a negociar contratos com o governo.

– Persuadir empreiteiros presos a não partir para a delação premiada, já que não há perigo de falência das empresas e eles ainda poderão levar um vidão ao sair da cadeia.

– Evitar o impeachment da presidente Dilma Rousseff, tornando inviável imputar-lhe o crime de responsabilidade.

Publicidade

– Salvar Luiz Inácio Lula da Silva, enrolado até a barba no Petrolão.

Resultado: Se o povo brasileiro não for às ruas no dia 15 de março em defesa da Operação Lava Jato, como aliás eram em defesa das investigações as primeiras manifestações anti-PT de novembro de 2014, o PT a engavetará e varrerá tudo para debaixo do tapete, exatamente como em campanha acusava o PSDB de ter feito no governo Fernando Henrique Cardoso.

[* Mais na TVeja – AQUI.]

Captura de Tela 2015-02-16 às 16.11.58

Publicidade

Captura de Tela 2015-02-16 às 16.11.50

* Sobre a interferência política do justiceiro do PT, José Eduardo Cardozo, do qual obviamente também exijo a demissão, ver meu artigo: Governo também quer “impeachment”… da Lava Jato. Cardozo tem “problema psicológico” com a operação.

Felipe Moura Brasil ⎯ http://www.veja.com/felipemourabrasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Publicidade