Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O “Oscar branco” e a exploração do ódio racial na imprensa

Eu havia separado ontem à noite duas manchetes raciais “estarrecedoras” da imprensa esquerdista americana e inglesa sobre os indicados ao Oscar deste ano, quando um leitor me passou o link para o seguinte artigo da Carta Capital:

Captura de Tela 2015-01-16 às 04.43.42

Como de hábito, a revista chapa-vermelha de Mino Carta surfa na onda do esquerdismo internacional, ainda que a foto de sua própria equipe tenha sido alvo de críticas em 2013 por não mostrar um só negro:

turma-superbacana-da-carta-capital-facebook

Isto é o DailyMail:

Captura de Tela 2015-01-15 às 23.17.22

“Nem um único ator negro entra na lista do Oscar…”

Isto é a NBC de Los Angeles:

Captura de Tela 2015-01-16 às 02.28.30

“Só atores e atrizes brancos foram indicados ao Oscar neste ano”

Isto é o Oakland Tribune:

Oscar caucasiano

“E o Oscar de melhor Caucasiano vai para…”

Parece piada, mas é a imprensa militante cumprindo o seu papel de colocar lenha na fogueira do ódio racial. Não bastaram os casos Trayvon Martin, Michael Brown, Eric Garner – e os dois policiais inocentes assassinados por um atirador negro em represália. Os jornalistas americanos de esquerda querem mais – e a Carta Capital dá sua contribuição à exploração dos ressentimentos das “minorias”:

“Não há nenhum acordo ou lei internacional que dite que premiações como o Oscar tenham de prezar por princípios de igualdade de gênero ou raça em suas avaliações. Seria, contudo, uma atitude louvável de uma instituição tão simbólica em Hollywood (…)” e blá-blá-blá.

Como se a Academia já não fosse militante o bastante (veja aqui e aqui). Como se favorecer “minorias” porque tais fosse algo moralmente mais elevado do que premiar artistas por mérito… artístico. Como se Hollywood ainda precisasse de sistema de cotas.

Enquanto uns denunciam e combatem a politicagem no Oscar em nome da arte, outros exigem ainda mais politicagem na premiação.

Eis aí uma das tantas diferenças entre nós.

Oscar 12 anos de escravidão

Artistas negros recebem o Oscar por “12 anos de escravidão”, mas, se Academia não premia negros todo ano, Carta Capital, DailyMail e NBC protestam.

* Veja também aqui no blog:

Só falta a manchete: “Polícia francesa mata homem negro”.

Felipe Moura Brasil ⎯ http://www.veja.com/felipemourabrasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Ana V.

    Oi Felipe!
    Você foi sensacional!
    Mais uma vez destacando o babaquismo americano e a descriminação contra brancos.
    No entanto isso precisa ser combatido .
    O mais interessante é ver que essa descriminção contra brancos da esquerda esta vindo de….brancos!
    Aqui no Brasil estamos vendo pessoas brancas de esquerda descriminando outras pessoas que tambem são brancas como por exemplo o boçal lula,alguns comentaristas da espn brasil, entre outros.
    Eu vi 3 comentaristas de esportes soltarem comentarios racistas em relação a jogadores brancos de futebol.
    Um deles em plena copa disse o futebol do brasil tava ficando muito branquinho e por isso estava ficando ruim.
    Outro disse que um time de são paulo precisava de mais negros porque eram melhores.
    Cada vez mais estamos vendo demonstraçoes de racismo contra brancos .
    No entanto isto não esta sendo mostrado com o mesmo alarde que a midia mostra supostos casos de racismo contra negros.
    Isso se deve em parte a visão que temos de racismo e que possivelmente veio dos EUA
    atraves de filmes tendenciosos e cliches que viviam mostrando o que racismo e só contra negro
    .Aliás, isso foi pro mundo.
    Então quando isso acontece com quem não seja negro vira coisa sem importancia.
    Tem gente que custa a acreditar que exista racismo de negros contra brancos.
    Mas ,alem de existir isso não esta sendo combatido:
    Vejam essa materia claramente descriminando pessoas pela cor da pele e as tratando como bandidas:
    https://blogtvtudo.wordpress.com/2013/05/24/globo-record-ou-sbt-estamos-na-era-das-novelas-racistas/
    E mais:
    https://veja.abril.com.br/noticia/entretenimento/saturday-night-live-contrata-comediante-negra-para-rebater-criticas
    Gostaria de agradecer pelo espaço para poder me expressar e me desculpar por um comentario tão longo.

    Curtir