Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Manual de desculpas de saúde do PT: aprenda com Dilma, Genoino e Cid Gomes

O Manual de desculpas esfarrapadas do PT para situações embaraçosas prescreve, entre outras, as seguintes alegações: 1)  Queda de pressão Ideal quando não se consegue articular uma só frase após sofrer um nocaute em debate de campanha eleitoral. A alegação permite que o petista sente, receba um copo d’água e instruções do marqueteiro, e volte para […]

O Manual de desculpas esfarrapadas do PT para situações embaraçosas prescreve, entre outras, as seguintes alegações:

dilma-passa-mal1)  Queda de pressão

Ideal quando não se consegue articular uma só frase após sofrer um nocaute em debate de campanha eleitoral. A alegação permite que o petista sente, receba um copo d’água e instruções do marqueteiro, e volte para terminar a frase. Efeito colateral: o vídeo fica registrado no Youtube, apesar dos esforços do partido para apagá-los.

Exemplo: Dilma Rousseff após o debate do SBT de 2014.

2) “Doença grave e permanente” que exige “cuidados contínuos”

Genoino presoIdeal quando se é condenado à prisão pela participação nos crimes do partido e/ou se quer conseguir aposentadoria por invalidez na Câmara dos Deputados. A alegação dos advogados baseada em supostos problemas cardíacos permite o pedido de indulto e a vitimização do petista criminoso. Efeito colateral: ser ridicularizado nas redes sociais, além de não conseguir o indulto por essa via.

Exemplo: José Genoino, após ser condenado a 6 anos e 11 meses de prisão pelo mensalão.

3) Traqueobronquite aguda

Ideal quando se é convocado para prestar esclarecimentos na Câmara após uma declaração ofensiva. A alegação permite que o petista fuja dos parlamentares, internando-se no Sírio-Libanês, o hospital preferido de Lula e Dilma para fugir do SUS. Efeito colateral: uma comissão de parlamentares, de preferência médicos, pode ser criada após requerimento do PMDB para verificar “in loco” o estado de saúde do petista, ao qual se sugere escapar pela janela.

Exemplo: Cid Gomes, ministro da Educação, após dizer, na semana passada, que o governo tinha de lidar com uns “400 deputados achacadores”.

cid-gomes1

O ministro da Educação ‘colou’ o exemplo de Dilma e Genoino, e está de queixo caído com a visita do PMDB

Felipe Moura Brasil ⎯ http://www.veja.com/felipemourabrasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    simone flores

    Pois é, eu tb voltei ao trabalho com 50 dias de parida, e com 30 dias após uma extensa cirurgia cardíaca, e não parei quando tive que fazer quimioterapia e quase não levantava da cama…
    Eu realmente sou elite, elite de ser humano educado a ser digno por força da cultura e do trabalho árduo.
    Viva meus pais!

    Curtir

  2. Comentado por:

    Alessandra SP

    Felipe meu rapaz
    Esse seu humor ácido é sensacional.
    Parábens !

    Curtir

  3. Comentado por:

    Marcelino Sonhador

    Ilustre internauta Daros – 12/3/2015 às 15:13
    Ele adoraria o redial.

    Curtir

  4. Comentado por:

    aparecido f.

    o Problema do Cid foi lingua queimada…Mas para disfarçar melhor recomendo um proctologista que faça um exame de duas em duas horas…por uma semana…e que tenha dedo grande…

    Curtir