Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Detonar é preciso – Mainardi 2002, Shapiro 2013, Horowitz 2014

É verdade que o terrorismo eleitoral do PT contra Marina Silva não surtiu o efeito esperado na mais recente pesquisa do Ibope – ou pelo menos não em favor de Dilma, já que Aécio subiu 4 pontos. Mas a suspeita de que o PT possa ter exagerado dessa vez, até mesmo para os seus padrões, não muda o fato – tantas vezes lembrado neste blog – de que detonar adversários é fundamental em qualquer campanha; e que o PSDB virou saco de pancada do PT justamente por não saber reagir à altura de seus ataques, dificuldade que Marina também tem enfrentado.

Nos EUA, não é diferente: os republicanos são lentos e frouxos para lidar com os democratas, como ficou claro na reeleição de Obama – e eu já mostrei o famoso vídeo de Ben Shapiro a esse respeito aqui. Agora meu compadre – e, como eu, autor contratado pela Editora Record – Alexandre Borges postou no Facebook a tradução do trecho de uma palestra do incontornável David Horowitz em seu Freedom Center sobre a troca de acusações durante uma campanha eleitoral. Mas para o panorama ficar mais completo, incluo abaixo, primeiro, um trecho de Diogo Mainardi de 12 anos atrás, depois do qual seguem os de Horowitz e Shapiro sobre o assunto.

Que a dita “oposição” aprenda antes que seja extinta.

Diogo Mainardi, 2002:

“O resultado dessa hegemonia do PT é que ninguém tem coragem de atacar Lula. A imprensa chapa-branca criou-lhe inclusive um escudo de força, decretando preventivamente que quem o atacasse perderia votos. E pediu uma campanha de ‘alto nível’. Ou seja, sem ofensas pessoais. O que adianta ter uma campanha de alto nível se os candidatos continuam de baixo nível? Eu acharia muito melhor se a campanha degenerasse numa pancadaria violenta. Como nos Estados Unidos, onde a imprensa foi atrás de notícias sobre a vida sexual de Clinton ou sobre as bebedeiras de Bush. O que teria sido mais útil para os eleitores brasileiros em 1960: debater as idéias de Jânio Quadros ou saber quantas doses de uísque ele tomava por dia? Lula disse que gosta de uma cachacinha. Pois eu quero saber quanto ele bebe. E quanto bebe o Serra. Chega de exaltar hipocritamente o debate de idéias. Onde já se viu um político brasileiro dotado de idéias? Vamos deixá-las para quem as tem. Nosso negócio é vida particular. Inclusive porque os únicos grandes movimentos da política nacional só ocorreram quando entrou em jogo a esfera privada, como demonstram os casos do irmão de Collor, da ex-mulher de Pitta ou do marido de Roseana Sarney. Queremos jogo sujo e golpes baixos. Queremos uma sórdida campanha difamatória, que rompa essa lei do silêncio, essa ‘omertà’, em que um candidato poupa o outro. Por que só eu devo ser insultado?”

[Artigo original – aqui.]

David Horowitz, 2014:

“Mike Tyson disse uma vez: todo mundo tem um plano até você acertar um soco na cara dele. Democratas tem socos na cara de sobra guardados para os republicanos. Toda eleição democratas estão acusando republicanos de racistas, sexistas, homofóbicos, inimigos dos pobres, egoístas e indiferentes ao próximo. É uma acusação moral, que almeja expulsar o acusado da política, afinal quem pode se defender de uma acusação que é quase impossível de ser refutada no meio de um debate político, quando você tem apenas poucos segundos para responder?

E qual é o soco da cara que republicanos têm guardado para os democratas? Nenhum, já que republicanos estão focados em contar ‘histórias positivas’ e eles até são bons nisso. Não sou contra histórias positivas e toda convenção republicana [de 2012] foi sobre histórias positivas de pessoas que vieram para os EUA e venceram, pessoas que nasceram pobres no país e tiveram sucesso e etc. Todos os consultores políticos dos republicanos, até o presidente da Heritage Foundation, disseram que o foco deveria ser histórias positivas.

Bom, se alguém está gastando 200 milhões de dólares para retratar seu candidato [Mitt Romney] como um predador corporativo, que deixa a esposa do ex-funcionário morrer de câncer porque você cortou o plano de saúde ou que trata cruelmente o próprio cachorro, os eleitores não vão ouvir suas histórias positivas ou não vão se importar com elas!

Se alguém acha que você é racista, ele não vai ouvir suas propostas políticas! E isso deveria ser óbvio. O que republicanos deveriam fazer? Qual deveria ser o soco na cara dos republicanos? Você tem que responder fogo com fogo! Parem de se defender, ataquem antes de serem atacados. Isso é o básico!

Política é uma briga de rua. Republicanos foram criados em ambientes polidos demais e têm aversão à briga de rua, preferem lutar pelas regras do Marquês de Queensberry [que inspiraram as regras do boxe profissional], adorariam que a política fosse uma discussão de propostas, mas não é! É um debate sobre se você maltratou seu cachorro ou não, essa é a realidade, e é assim desde o início dos tempos.”

[Palestra completa – aqui.]

Ben Shapiro, 2013:

Livros recomendados:
– O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota, de Olavo de Carvalho, com introdução, organização e notas de Felipe Moura Brasil;
Como vencer um debate sem precisar ter razão, de Artur Schopenhauer, com tradução, prefácio e notas de Olavo de Carvalho;
A tapas e pontapés, de Diogo Mainardi;
How to talk to a liberal (if you must), de Ann Coulter;
Bullies: How the Left’s Culture of Fear and Intimidation Silences Americans, de Ben Shapiro;
Take No Prisoners: The Battle Plan for Defeating the Left, de David Horowitz.

Felipe Moura Brasil ⎯ http://www.veja.com/felipemourabrasil

Siga no Facebook e no Twitter. Curta e acompanhe também a nova Fan Page.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Tony

    Excelente!

    Curtir

  2. Comentado por:

    Rodrigo

    Ver e ouvir David Horowitz é inspirador

    Curtir

  3. Comentado por:

    Emília

    O texto do Mainardi parece que foi escrito hoje! Ele já via em germe essa oposição insossa.
    Pelo menos o Aécio passou a ler seu blog! Mas tem que ter coragem para desmascarar as duas fingidas, Maga Patalogika e Madame Min.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Sandy

    Nova lei que já foi aprovada pela Venezuela e agora pela Argentina ( países semi-falidos, que o Brasil mantém maiores acordos comerciais por questões de ideologia petista, que nos fechou para o mundo…). Ambos países bolivarianos revogaram a lei da oferta e da procura e regulam não só lucro, mas também produção…As empresas já estão fugindo de lá..
    http://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2014/09/18/interna_internacional,570413/argentina-aprova-lei-para-controle-de-precos-e-producao.shtml
    Pois é com Dilma ou Marina, ambas bolivarianas e adeptas do Foro de São Paulo, O Brasil é o próximo…com esses comunistas/socialistas…
    Que legislativo federal e presidente da república iremos eleger?
    Por que aqui não de fala de Peru,Colômbia, Chile…crescendo suas economias com bons índices econômicos…tratados comerciais com países que podem pagar pelos nossos produtos…
    Os comunistas só fazendo tratados internacionais com países bolivarianos, socialistas, comunistas aqui na América Latina, que estão falindo, e levando o Brasil também…
    Não respeitam contratos, tratados, nem nossa própria CF/88, não tem segurança, só dogmas e absolutismos ideológicos… O PT não que largar o osso ( contrário a democracia) e Marina ( é o cavalo de troia do PT, mesma doutrina comunista…, com relação menos direta com a quadrilha, mas da mesma turma política…)
    Brasil rumo ao precipício desse modo… Não ao PT1(lula e Dilma) e não ao PT2 (Marina).
    Nossa econômia está estagnada, inflação alta, PIB baixo, dívida externa e interna explodindo… mintiras, populismo e falta de transparência.. muita corrupção… legislativo comprado pelo executivo bolivariano (85% dele). Oposição é pouca numericamente para ganhar no voto. Depende dos eleitores mudar isto.
    Socorro!
    P.S.: Já ia me esquecendo: controle de imprensa já faz parte do pacote (inclusive no Brasil por via indireta) só ainda a censura que ainda não chegamos lá totalmente como em Cuba, Venezuela…Aguardem o controle social da mídia e internet, além do decreto 8243 para essas ongs e milícias comunistas ( que já estão detonando São Paulo) começarem a ajudar nos atos administrativos do executivo ( decreto de Dilma e do PT que Marina apoia)…

    Curtir

  5. Comentado por:

    Ex-eleitora de Marina

    Felipe, tomara que o Aécio leia mesmo o teu Blog, pois são conselhos preciosos para que ele derrube as duas petistas na corrida presidencial.
    Esse vídeo com o Shapiro é sensacional.
    É disso que o Aécio precisa, para bater nas petistas nos próximos debates.
    Ele deixa muito barato, sem responder à altura os ataques que sofre da Luciana Genro e das outras.
    Quando a Luciana falou do aeroporto que ele tinha construído em terras de parentes dele, do Aécio, o que ele tinha que responder (por exemplo):
    Sim construí essa pista de pouso e outras no interior de Minas para criar uma infraestrutura para o desenvolvimento da economia do estado, para implementar maior rapidez de transporte e negócios, essa pista teve um custo baixo comparado, por exemplo, com os custos do que o partido que você defende, o PT, construiu em Cuba, valores em torno de 2 bilhões de Reais, dinheiro dos brasileiros usados sem benefício para eles e sim para sustentar um ditador comunista no poder, o Fidel Castro.
    E por aí vai.
    Ainda bem que restou você do lado da razão, pois o resto da imprensa parece que marinou de vez, inclusive a Veja.
    Abraço e parabéns pela lucidez.

    Curtir

  6. Comentado por:

    Vinicius Grassi

    O próprio Mitt Romney, e grande parte dos seus eleitores, foram responsáveis pelo fracasso Republicano. Vide o jantar onde ele disse o que pensa realmente dos pobres.
    Ainda temos o Tea Party, o movimento que ajudou a travar a recuperação econômica dos EUA pós crise.
    Os Democratas erraram muito, porém, os Republicanos erraram, e erram, mais.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Sandy

    Eu não entendo como o PSDB não é mais pró-ativo para pedir votos para deputados e senadores, aumentando sua bancada, se mostrando como reais opositores do PT, coisa que Marina e o partido dela não são ( base aliada do governo até a pouco e Maina sempre do PT)!

    Curtir

  8. Comentado por:

    Sandy

    Nos últimos vi apenas duas reportagens ( na internet) na imprensa que vejo com destaque mostrando um bom papel do Congresso e de sua importância.
    Foi interessante o papel que os senadores da Comissão de Relações Internacionais pressionando o governo naquele episódio do senador boliviano, queriam acabar com o Diplomata que ousou cumprir seu dever.
    A outra foi um post mostrando o líder (?) do PSDB inquirindo o pleiteante a delação premiada agora na CPI da Petrobrás.
    O Aécio poderia aproveitar para mostrar a atuação parlamentar do PSDB como super minoria no Congresso, já que a imprensa nos últimos 12 anos não o fez.
    A população, com notícias só ruins do Congresso ( 85% do Congresso até há pouco era da base governista), não sabe dar valor a independência e harmonia dos três poderes e o poder de seu voto para eleger seus membros para a política do país.
    Por isso o campo fértil para aumento anômalo do poder do executivo como na Venezuela Chavista em detrimento da democracia, apesar do discurso da democracia direta.Bem, penso assim. E também o prejudicial Dec.8243 para a democracia brasileira constitucional ( apoio de Dilma e Marina), sob a ótica da teoria geral do estado e ciência política e o prejudicial dos regimes autoritários e absolutistas disfarçados.

    Curtir

  9. Comentado por:

    Sandy

    *Antes o JN mostrava opinião dos Congressistas que apoiavam o governo e dos congressistas da oposição. Com o PT no poder, isso acabou, quase sempre, só opinião governista, principalmente com o jornalismo chapa branca.
    *É bom lembrar que a Marina fez parte dos 2 Governos Lula e o partido dela até pouco tempo era da base de sustentação deste governo e o Eduardo Campos era queridinho do Lula antes do Lula se sentir traído pela candidatura dele.
    *Não tem lógica dar mais poder ao executivo e suas ongs e movimentos sociais ( treinados em Cuba?) como faz o decreto 8243 de Dilma apoiado por Marina.
    *O Momento agora seria sugestivo para votarmos para aumentar o número de Congressistas da oposição,àquela minoria que sempre foi contra o PT penso que necessita crescer muito, infelizmente o partido da Marina era da base petista.
    Creio que podemos votar melhor desta vez para os cargos do Executivo e Legislativo!

    Curtir

  10. Comentado por:

    H.Saito

    realmente, contra os esquerdistas, a melhor defesa ainda é o ataque!

    Curtir