Clique e assine a partir de 9,90/mês
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

Campanha de Dilma recebeu dinheiro da Suíça e a oposição está calada?

A campanha de Dilma Rousseff foi financiada com dinheiro roubado da Petrobras, vindo da Suíça. É o que Marcelo Odebrecht aparentemente admite em e-mail de 9 de janeiro de 2013 que tem como assunto “Pedido específico blindagem JEC”. Para a Polícia Federal, JEC só pode ser o petista José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça (do Foro de São Paulo). […]

Por Felipe Moura Brasil - Atualizado em 11 Feb 2017, 09h03 - Publicado em 21 Jul 2015, 14h54
Dilma Marcelo Raúl

Rindo dos brasileiros: Marcelo Odebrecht, Dilma e o ditador Raúl Castro na inauguração do Porto de Mariel. (Ismael Francisco/Cubadebate)

A campanha de Dilma Rousseff foi financiada com dinheiro roubado da Petrobras, vindo da Suíça.

É o que Marcelo Odebrecht aparentemente admite em e-mail de 9 de janeiro de 2013 que tem como assunto “Pedido específico blindagem JEC”.

Para a Polícia Federal, JEC só pode ser o petista José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça (do Foro de São Paulo).

Continua após a publicidade

Para tentar se blindar contra as investigações, Marcelo Odebrecht mandou o vice-presidente jurídico da empreiteira, Mauricio Roberto de Carvalho Ferro (“MRF”) transmitir sua ameaça a Cardozo e Edinho Silva, mencionando que as campanhas de Dilma e Fernando Haddad foram financiadas com dinheiro de conta suíça.

Diz a mensagem: “Para Edinho visão da conta toda inclusive o gasto com Haddad. MRF: dizer do risco cta suíça chegar campanha dela?”

É um escândalo de potencial avassalador, sob medida para a cassação do mandato de Dilma Rousseff e a convocação de novas eleições.

Mas a oposição, por enquanto, está calada.

Continua após a publicidade

As mensagens de Marcelo Odebrecht também citam a sigla “JS” – no trecho “adiantar 15 p/ JS” – que a PF identificou como sendo o tucano José Serra.

E aí, PSDB? Vai amarelar mais uma vez para blindar um tucano que até outro dia pensava em se candidatar pelo PMDB em 2018?

Aécio Neves, segundo a pesquisa CNT/MDA, derrotaria Lula em eventual segundo turno por 49,6% a 28,5%, de modo que desperdiçar o capital político que a sujeira da campanha de Dilma lhe oferece agora seria muita vontade de jamais derrotar o PT.

Muita vontade de fazer jus ao apelido de Partido Só De Bundões.

Continua após a publicidade

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Captura de Tela 2015-07-21 às 13.55.20

Publicidade