Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Teresina: 1º lugar dentre as capitais na Prova Brasil, no 5º e 9º anos

Com o menor custo por aluno dentre as capitais, Teresina se destaca na Prova Brasil, à frente de outras redes municipais de ensino do seu porte.

Nem o MEC nem a imprensa destacaram os resultados da rede municipal de Teresina na Prova Brasil de 2017. O município saiu-se em primeiro lugar dentre as capitais no 5º e 9º ano do Ensino Fundamental nas disciplinas de Matemática e Língua Portuguesa.

Em Matemática, no 5º ano, a rede municipal de Teresina evoluiu do 10º lugar em 2013 para o 3º lugar em 2015 e para o 1º lugar em 2017 dentre as capitais brasileiras. No 9º ano, na mesma disciplina, a cidade saiu do 7º lugar em 2013 para o 5º em 2015 e para o 1º em 2017. Já em Língua Portuguesa, no 5º ano, a evolução no ranking das capitais foi do 11º lugar em 2013 para o 4º em 2015 e o 1º em 2017. No 9º ano, na mesma disciplina, a cidade saltou do 6º lugar em 2013 para o 4º em 2015 e o 1º em 2017.

O avanço no 9º ano parece ser independente do avanço no 5º ano, pois os alunos que concluíram o 5º ano em 2017 ainda não estavam num patamar suficientemente elevado para explicar o avanço no 9º ano. Embora o salto agora tenha sido maior, ele se apoia em saltos consistentes nas duas últimas rodadas.

Para apreciar devidamente esse caso, é preciso levar em consideração algumas características do município. Trata-se de uma capital com mais de 800 mil habitantes e com uma das maiores proporções de alunos na rede pública municipal (64% nas séries iniciais e 45% nas séries finais do Ensino Fundamental).

Também é o município com menor custo por aluno dentre as capitais. Teresina gasta 6.600 reais por aluno por ano, e a média das capitais é de 9.934 reais por aluno por ano. Teresina é o município que consegue a média mais elevada nas provas, quando comparado com redes municipais de ensino de seu porte. Já em termos de PIB per capita, o Piauí situa-se entre os três últimos colocados. Esses fatores ilustram que os desafios, em Teresina, são maiores do que os enfrentados por municípios de porte equivalente em população e número de matrículas na rede municipal.

O resultado de Teresina é robusto, decorre de um processo de reforma que vem sendo desenvolvido há algum tempo, mas que vem se tornando mais consistente nos últimos anos.

As intervenções ali realizadas têm orientação e características semelhantes ao que se fez em Sobral (CE) – tanto nas séries iniciais quanto nas séries finais. Elas consistem de uma mistura de estratégias pedagógicas baseadas em evidências e de gestão focada na implementação dessas estratégias.

A implementação ainda não atingiu tanta consistência e rigor quanto em Sobral. A disparidade entre o resultado das escolas ainda é elevada. Mas, diferentemente do caso de Sobral, o sucesso de Teresina demonstra que a adoção de estratégias adequadas pode começar a resultar em avanços significativos num espaço de quatro a seis anos. Isso é inteiramente consistente com a experiência internacional.

Ou seja, hoje já dispomos de conhecimentos e experiências para dar saltos de qualidade significativos em espaços de tempo relativamente curtos. É uma esperança para quem quiser avançar. E constitui um alerta para quem tenta reinventar a roda.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s