Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Por que tem tanto canhoto nos Estados Unidos?

Dos últimos sete presidentes americanos, cinco preferiam a mão esquerda, incluindo Barack Obama. Trump é destro

Dos últimos sete presidentes americanos, cinco eram canhotos: Barack Obama, George H. W. Bush (o pai), Bill Clinton, Ronald Reagan e Gerald Ford.

Donald Trump, que assume em janeiro, é destro.

Em alguns estados americanos, as porcentagens de canhotos estão entre as mais altas do planeta. No Maine eles são 13,7%. Delaware, 13,5%. Em Massachusetts, 13,2%. Nova York, 12,8%.

São números bem acima dos países ibéricos (9,6%), Polônia (8,6%), Emirados Árabes Unidos (7,5%), Rússia (6%), Índia (5,8%), Sudão (5,1%).

O Brasil fica na lanterninha com o Japão, com 4%.

Uma das explicações para essas diferenças é a pressão social. Os canhotos são vítimas de preconceito e discriminação no mundo todo.

Em 72% das línguas, o termo usado para direita é visto como algo positivo, e esquerda, negativo. O poeta Carlos Drummond de Andrade escreveu sobre ser gauche na vida. “Gauche” é esquerda em francês e quer dizer desajeitado, torto, às avessas. Em latim, esquerda é “sinistro”, azarado. Em português, pode querer dizer ameaçador, temível, estranho, suspeito. Nas corretoras de seguros, sinistro é sinônimo de acidenteNos demais 28% idiomas, direita e esquerda são vistos de maneira neutra. Nunca a esquerda é valorizada. 

Nos costumes, a esquerda também não se sai bem. No mundo árabe, as pessoas são ensinadas a comer com a mão direita, mais nobre. Para limpar o traseiro, elas usam a esquerda.

Um dos lugares em que essa pressão se faz mais presente é nas escolas, onde muitos alunos são forçados a escrever com a direita.

No Brasil, um estudo feito pela psicóloga Clare Porac e publicado em 2007 mostrou que 9,5% dos canhotos escreviam com a mão direita. Apesar disso, eles preservavam algumas características, como a de bater pênaltis com o pé esquerdo. “A coerção física, como bater ou tirar objetos da mão esquerda (das crianças), repreender ou ridicularizar o uso da mão esquerda e encorajar o da direita estão entre as descrições mais comuns“, escreveu Clare, autora do livro Laterality, lançado no final de 2015.

 

OUTRAS DÚVIDAS UNIVERSAIS

Quem foi a Maria Juana que inventou a marijuana?

Por que os lutadores mexicanos usam máscaras?

Por que os americanos não se abraçam?

Quer ser avisado sobre os próximos posts? Siga o Dúvidas Universais no Twitter e no Facebook.

 

A influência na escola costumava ser mais impiedosa no Oriente, onde os canhotos foram proibidos de frequentar os colégios até 1970.

Nas escolas do Japão apenas 2% das crianças usam a mão esquerda para escrever. Nesse país, mulheres escondiam dos seus maridos que eram canhotas, com medo de ser rejeitadas.

Na Europa, algo parecido aconteceu durante a era vitoriana (1837-1901). Até então, quando a sociedade era rural, não era relevante saber com qual mão uma pessoa pegava a enxada ou uma pá. Com a chegada das máquinas e ferramentas com a Revolução Industrial, os canhotos passaram a chamar a atenção porque tinham dificuldade no manuseio de válvulas, botões e alavancas.

O pior momento para eles na Europa foi na virada do século XIX para o XX. Para os que nasceram antes de 1910, a porcentagem de canhotos era de nanicos 3%. Nessa época, no Reino Unido, professores e pais colocavam uma tira de couro, com cinto e fivela, para impedir a todo custo que os canhotos usassem a mão esquerda.

Nos Estados Unidos de hoje, a porcentagem dos canhotos é elevada porque essa coerção social é fraca. A dependência e a obediência das crianças aos pais e professores em relação à transmissão de valores culturais não é tão expressiva. Há mais liberdade.

Outra coisa interessante é que, em vários países, essa pressão social foi impressa no código genético.

Isso aconteceu principalmente nas sociedades pequenas do século XIX, onde o transporte era difícil e todo mundo se conhecia. “Em um mundo assim, qualquer constrangimento, zombaria ou estigmatização dos canhotos, seja por escreverem de outro jeito ou por não terem habilidade técnica, poderia resultar em casamentos e nascimentos de filhos sendo adiados por cinco ou dez anos. Assim, o número de descendentes dos canhotos era reduzido“, escreveu o psicólogo inglês Ian Christian McManus, autor do livro Right Hand, Left Hand (Phoenix).

De fato, pesquisadores já notaram que casais compostos por dois canhotos tem 2,32 filhos, comparados com 3,1 filhos quando os dois são destros.

Os canhotos, portanto, têm famílias menores, mas há outro ponto importante. Eles têm uma chance maior, segundo a genética, de terem filhos com a mesma característica. E destros têm maior probabilidade de terem filhos destros. Esses dois fatores, atuando em conjunto, fazem com que a quantidade de canhotos em uma população seja menor. Simultaneamente, o gene responsável por essa qualidade se torna mais raro. 

À medida em que as superstições e os preconceitos diminuem e os professores e pais são orientados, as porcentagens de canhotos sobem. Porém, para chegar ao valores máximos, como os que podem ser constatados nos Estados Unidos, é preciso aguardar algumas gerações.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Caro Amigo, creio que as suas pesquisas estejam enganadas, não sei da sua fonte. Mas para te consertar, tenho um primo canhoto e como voce disse no texto que “eles” possuem famílias menores, é pura mentira! Pois meu primo tem uma família enorme, pura falta de conhecimento da sua parte em generalizar. Obrigado

    Curtir

  2. Renato Ulisses

    Elias
    Seu argumento é erado. Estatísticas são feitas com um grande número de dados, e não podem ser contradita das por meros casos. Veja um exemplo: as estatísticas dizem que Recife é uma cidade violentíssima. Uma pessoa sem compreensão dos conceitos estatísticos, poderia responder: não é não, porque eu moro em Recife, e conheço muitas pessoas que não foram assassinadas.

    Curtir

  3. Elias Costa, não é que seja mentira, estatísticas são assim mesmo. Como já dizia o Ministro Delfim Neto: “Se eu comer 2 frangos e você não comer nenhum, pela estatística nós comemos um frango cada um”.

    Curtir

  4. César Augusto

    “Os canhotos são vítimas de preconceito e discriminação no mundo todo.”
    Uma pequena lembrança de quanto os seres humanos são estúpidos, irracionais, mesquinhos e francamente maus.

    Que venham os robôs.

    Curtir