Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Por que os cubanos comem de pé nas ruas?

Costume é consequência do período em que os restaurantes com mesas tinham de pagar impostos mais altos

“Comer parado”, é assim que os cubanos chamam o hábito de se alimentar de pé, nas ruas. A prática cresceu muito com um decreto governamental de 1995.

Com o fim da União Soviética, em 1991, Cuba deixou de receber ajuda financeira. A fome se abateu porque o governo não tinha como sustentar a população. O mercado paralelo de alimentos proliferou e era um dos mais lucrativos. Com isso, surgiram vários restaurantes pequenos e clandestinos, fora da alçada oficial.

Pessoas comem em pé em uma lanchonete localizada no município de Santa Clara, em Cuba – 18/12/2017

Pessoas comem em pé em uma lanchonete localizada no município de Santa Clara, em Cuba – 18/12/2017 (Roberto Machado Noa/LightRocket/Getty Images)

Sem ter como resolver a questão, a ditadura comunista decidiu regularizar a situação. Os cidadãos, assim, foram autorizados a administrar os seus restaurantes.

Contudo, aqueles que quisessem colocar mesas para os clientes deveriam pagar um imposto maior.

A abertura também veio com várias outras regras. Os restaurantes só podiam funcionar na residência dos seus donos e não poderiam ter mais de doze cadeiras. Somente familiares poderiam trabalhar no estabelecimento.

O blog Dúvidas Universais virou livro no Kindle, da Amazon! Compre aqui  

 (Duda Teixeira/Divulgação)

Para os que vendessem comida sem mesas, tipo delivery, o imposto cobrado pela ditadura era menor. Foi essa, portanto, a saída para a maioria dos pequenos empreendedores. É por isso que muitos cubanos aprenderam a comer de pé.

Com Raúl Castro, que assumiu o regime após o irmão, Fidel Castro, as regras foram retiradas. Mas o hábito permaneceu. São poucos os que fazem questão de se alimentar sentados. Alguns dizem que isso é um gesto de “resistência cultural”.

Outra curiosidade é que o nome desses restaurantes — paladares — vem de uma novela brasileira. No início dos anos 1990, Vale Tudo, da Rede Globo, fez muito sucesso em Cuba.

Na trama, uma personagem interpretada por Regina Duarte começou a vender sanduíches em uma praia do Rio de Janeiro para sair da pobreza.

Como o negócio foi dando certo, ela inaugurou um restaurante chamado Paladar. Os cubanos ficaram deslumbrados com esse exemplo de empreendedorismo e tentaram copiá-lo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s