Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Dora Kramer Por Coluna Coisas da política. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Sutil inflexão

Ministério da Saúde fala pela primeira vez em 'transição para o isolamento seletivo'

Por Dora Kramer 6 abr 2020, 18h04

Pode até não haver relação de causa e efeito, mas fato é que em meio à boataria sobre a demissão do ministro Luiz Henrique Mandetta agora há pouco na entrevista diária sobre o andamento dos trabalhos na crise, o representante do ministério da Saúde falou pela primeira vez em “transição para o isolamento seletivo”.

Embora sutil, é uma mudança de inflexão na recomendação rígida do isolamento social. Na mesma entrevista, ocorrida enquanto começava a reunião ministerial convocada pelo presidente Bolsonaro, o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, disse e reiterou mais de uma vez em tom assertivo que as medidas restritivas são “temporárias”.

Publicidade