Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Cidades sem Fronteiras Por Mariana Barros A cada mês, cinco milhões de pessoas trocam o campo pelo asfalto. Ao final do século seremos a única espécie totalmente urbana do planeta. Conheça aqui os desafios dessa histórica transformação.

Poli USP terá novo programa de soluções para cidades brasileiras

Iniciativa reúne estudantes brasileiros e estrangeiros e oferece prêmio de 20.000 reais

Por Mariana Barros Atualizado em 30 jul 2020, 21h00 - Publicado em 16 mar 2017, 07h30
Aluno desenvolve projeto no Encontro Internacional para Liderança na Engenharia (EILE) (Foto Divulgação)

Iniciado no ano passado, o Encontro Internacional para Liderança na Engenharia (EILE), programa de busca de soluções para cidades brasileiras da Escola Politécnica da USP, terá nova edição neste ano. Alunos de engenharia brasileiros e estrangeiros poderão se inscrever e ser contemplados com até 20.000 reais para desenvolver o próprio projeto.

A primeira edição teve a participação de 44 alunos de seis países e nove universidades. O vencedor foi o projeto Smart Canaries, que propôs instalar sensores em ônibus de linha para analisarem continuamente a qualidade do ar dos locais por onde circulam. Em seguida, esses dados seriam usados para compor gráficos e mapas e também comparados a outros indicadores, auxiliando gestores a tomar decisões que possam melhorar o ambiente urbano. 

O EILE foi criado pelo grêmio da Escola Politécnica da USP baseado no International Summer University for Intercultural Leadership, organizado pela UNESCO (Projet Alladin) em parceria com a Comissão Europeia (Erasmus+). Podem se inscrever no programa alunos da Poli (brasileiros ou estrangeiros em intercâmbio) e estudantes portugueses, graças a uma parceria com o Consulado de Portugal, com o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas e com Universidades lusitanas.

Além do desenvolvimento dos projetos, o concurso inclui uma semana de atividades em Santos com o tema Cidade do Futuro. Tanto o curso quanto o desenvolvimento dos projetos vencedores são financiados pela Raia Drogasil, Furukawa, Fundo Patrimonial Amigos da Poli e Reitoria da Universidade de São Paulo. As inscrições começam em maio, mas interessados podem entrar em contato pelo eile@gremiopolitecnico.com.br 

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade