Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pior que Bolsonaro só Jean Wyllys

Os dois deputados são gêmeos que brigam, duas faces de uma moeda que deveríamos deixar esquecida na gaveta

A cusparada de Jean Wyllys em Jair Bolsonaro durante a votação do impeachment propagou a ideia de que eles estão em lados opostos da política brasileira. Não acredito nisso. Os dois são para mim gêmeos que brigam, duas faces de uma moeda que deveríamos deixar esquecida na gaveta.

Um defende o intervencionismo e os trambiques econômicos de Dilma, mas não os da ditadura militar; outro defende o intervencionismo e os trambiques econômicos da ditadura militar, mas não os de Dilma.

Um apoia a ditadura brasileira, mas não a de Cuba; outro se deixa fotografar vestido de Che Guevara, mas acha que impeachment é golpe.

Um defende a liberdade dos gays, mas não a liberdade econômica. Outro defende a liberdade econômica (ou pelo menos diz defender, agora que os liberais estão na moda), mas afirma que homossexualidade é falta de surra na infância.

Os dois aderem ao radicalismo porque querem abocanhar uma parte pequena e fiel do eleitorado. Sabem que, se conquistarem 4% ou 5% dos eleitores, ficarão para sempre entre os deputados mais votados. O sucesso de um depende da briga com o outro.

Pensei que Bolsonaro, visando o eleitor médio, necessário para a conquista da presidência, iria abandonar essa defesa arcaica à ditadura. Que nada: lá estavam ele e seu filho, na votação do impeachment, oferecendo o voto “aos militares de 64”.

Tenho visto colegas afirmando que Bolsonaro “está cada vez mais liberal”. Então como pode defender um governo militar que cerceou a liberdade individual dos cidadãos, infestou o Brasil de estatais, plantou a hiperinflação ao esculhambar as contas públicas, fechou a economia brasileira ao comércio internacional e deu tanta força quanto o PT às negociatas com empreiteiras?

Jean Wyllys cai em contradições similares. É impreciso afirmar que ele apoia a liberdade de costumes, pois defende apenas as suas bandeiras. Se dois homens estiverem fechados num quarto trocando carinhos, Jean Wyllys diz que ninguém deve se intrometer; se os mesmos dois homens estiverem num quarto trocando bens e serviços, Jean Wyllys defende intervenção pesada do Estado. Vai entender.

Me parece que Jean Wyllys quer tornar obrigatório o que gosta e proibido o que rejeita. Defende a legalização da maconha, mas deve ser favorável à proibição do Big Mac com brinquedos. No primeiro caso, diz que a sociedade não deve se impor sobre escolhas individuais; no momento seguinte, afirma o contrário. Oscila entre a libertinagem e a carolice.

Nesse tema, Bolsonaro se sai um pouco melhor. Ele não é exatamente contra os gays – já disse mais de uma vez que não se importa com o que os gays façam da vida, só é contra doutrinação sexual nas escolas. Eu não posso te proibir de ser homossexual, você não pode me obrigar a ensinar a meu filho coisas que eu não quero ensinar, assim a liberdade de todos é preservada. Quem diria: na liberdade de costumes, Bolsonaro é mais tolerante que seu irmão gêmeo Jean Wyllys.

@lnarloch

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Anderson Bernardino da silva

    Governo militar já …temos de acabar com essa mordomia…quanto mais vagabundos são, mais poder tem…eu ainda vou ver esses teatrista se fudendo…Bolsonaro como líder já!!!

    Curtir

  2. Comentado por:

    Carlos Santos

    Comparação infeliz, digna de um Reinaldo Azevedo. Você também é cabo eleitoral do PSDB?

    Curtir

  3. Comentado por:

    Carlos Henrique Baims

    O Regime Militar foi necessário para se brecar a instalação de uma ditadura do proletariado, que era a intenção declarada dos comunistas como Dilma, Eduardo Jorge e Fernando Gabeira, sendo que existe confissão desses dois últimos no Youtube, é só pesquisar. Os militares não teriam tomado as rédeas do Brasil se esses dementes não tivessem tentado nos transformar em uma grande Cuba. Se houve intervenção militar, a culpa foi única e exclusivamente dos comunistas, pois a esmagadora maioria do povo brasileiro jamais teve vontade de se submeter à uma ditadura comunista. Será que é tão difícil entender isso? Me admira o fato de uma revista séria como a Veja ter no seu quadro gente que insiste em distorcer fatos. Sou Bolsonaro, e vou votar nele até que surja um candidato melhor. Abaixo a esquerda que por onde passa arrasa com tudo. Comparar Bolsonaro a Jean Wyllys é coisa de quem precisa se informar muito ainda.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Durval Valladares

    Com todo o respeito, considero Jean Wyllys um político sério,ético e comprometido com a liberdade.

    Curtir

  5. Comentado por:

    claudio rodrigues

    A diferença é que o Jean Vido Wyllys é uma aberrração já o Bolsomito o futuro da nação 😉

    Curtir

  6. Comentado por:

    claudio rodrigues

    A diferença é que o Jean Viado Wyllys é uma aberração já o Bolsomito o futuro da nação 😉

    Curtir

  7. Comentado por:

    Cosme Andrade

    Uma análise extremamente parcial… Eu tinha certa estranheza quando se falava em Bolsonaro, até pelo estilo icônico dele. Mas depois de conhece-lo um pouco, ler bastante sobre a tal “ditadura” que nunca existiu, e principalmente, entender como funciona a máquina da política no Brasil, tenho certeza que na atual conjuntura o nome dele é o melhor que temos pra hoje.

    Curtir

  8. Comentado por:

    Denis de Lima Silva

    Antes de falar à respeito dos personagens, você deveria estudar mais à cada um e pesquisar sobre Che Guevara, pois se Jean Wyllys se vestiu como Che Guevara, com certeza apoiaria a esquerda. Você não pode ser um cacador de mitos, nem ao menos caça informações.

    Curtir

  9. Comentado por:

    Alexandre Gonçalves

    Eles nao são gêmeos, não. Vc precisa estudar mais.
    Abraço.

    Curtir