Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Caçador de Mitos Por Leandro Narloch Uma visão politicamente incorreta da história, ciência e economia

George Constanza, o mentor de Tsipras

Por Leandro Narloch - Atualizado em 11 fev 2017, 09h06 - Publicado em 20 jul 2015, 11h44

Seinfeld george deitada
Muita gente já comentou a bobagem que a Grécia cometeu nas últimas semanas. Depois de esmurrar a mesa, falar alto e vencer o referendo contra a austeridade, o primeiro-ministro Alexis Tsipras fechou com os credores um acordo mais rigoroso que a proposta anterior.

Meu amigo Eduardo Wolf desvendou o mistério. O mentor da estratégia capenga de negociação do governo grego é George Constanza, o eterno perdedor da comédia Seinfeld.

Na quarta temporada da série, George e Jerry Seinfeld enfim conseguem emplacar na rede NBC o projeto de um seriado de comédia sobre nada. Os executivos da NBC oferecem 13 mil dólares para os dois tocarem um episódio piloto. Seinfeld considera a proposta aceitável, já que os dois não têm nem experiência, nem fama, nem ideias, enquanto a NBC conta com centenas de outras propostas.

Mas George recusa. Com um ar de superioridade bem parecido ao do ministro Varoufakis até semana passada, avisa que decidiu pedir mais. “Negociação! É isso que você faz no mundo dos negócios!”, ensina ele ao colega. (Há um trecho legendado aqui.)

Não dá certo, é claro. A NBC manda os dois catarem coquinhos e cancela o projeto. Só resta a George implorar para o presidente do canal, que refaz a proposta – oferecendo 8 mil dólares pelo piloto. A estratégia ofensiva de negociação acabou rendendo um contrato pior. Eis o mesmo desfecho da crise grega nas últimas semanas.

Publicidade

@lnarloch

Publicidade